Apologético · Não Categorizado

Acaba o “show” e restaura o louvor…

Confesso que não dou nenhum pouco fã do cantor Lázaro, porém esta música dele “morar no céu”, explica bem este momento que a parte musical das igrejas passam.

 Apesar de ter apenas 24 anos, sou de uma época que cantávamos louvores e não músicas nas igrejas. A “comercialização do evangelho” tem destruído muitos ministérios de louvor, antigamente cantávamos louvores como:

“Levarei, eu também minha cruz, até por uma coroa trocar” 

“Glória, glória, aleluia…vencendo vem Jesus”

“Jesus Tu és a pessoa mais importante neste lugar”

“Ao Único que é digno de receber, a honra e a glória, a força e o poder. Ao Rei eterno e imortal, invisível mas real, a Ele ministramos o louvor”

“A minh’alma engrandece ao Senhor, o meu Espírito se alegra em Deus, meu Salvador”

“Espírito, enche a minha vida. Enche-me com Teu poder, pois de Ti eu quero ser. Espírito enche o meu ser”

Em compensação, hoje em dia os “louvores” são:

“Reinar em vida eu vou…eu vou”

“Eu fui no terreno do inimigo e eu tomei tudo que me roubou. Debaixo do meu pé, debaixo do meu pé”

“Divisa de fogo,Varão de guerra…
Ele desceu na Terra (2x), Ele chegou pra guerrear
Foi no quartel general, De Jeová…
Você tem que aprender, você tem que adorar…
E uma bola de fogo, Aqui descerá,
Se você tem olhos ungidos, Pode contemplar
Mas desceu um Varão…Resplandecente lá da glória…
Glorificado, esse é o Deus que da vitória
olhos de fogo, sapato de fogo, olha o renovo
Mais desceu o Miguel Arcanjo de guerra lá do céu…                                                                                                                               
(Cabe um comentário: Esta música é totalmente blasfema, e cultua a anjos, no caso Miguel. Devemos louvar ao Senhor e não aos anjos. Cabe lembrar que a Bíblia descreve o Senhor Jesus com olhos de fogo, e quem acredita que Jesus e o arcanjo Miguel são a mesma pessoa, são os testemunhas de Jeová)

Bom, não vou mais postar a músicas ruins para não dar ibope para esse povo que se passa por adorador.

O pior é chegar a conclusão de que isso é culpa nossa mesmo. Nós não escolhemos mais o que será cantado em nossas igrejas pela letra e se tem fundamento bíblico, mas sim pelo solo da guitarra, o ritmo que “balança” o povo e etc. Não queremos saber mais da vida do cantor fora dos palcos, mas sim se o “fogo cai” enquanto ele “louva”, não interessa de o cidadão largou a mulher para se casar de novo, se o tal cantor escreve as letras pensando em vendas de cds. Estamos trocando o caráter pelo carisma, o cara pode não valer nada, mas se canta bem e faz a “plateia” lotar a igreja não tem problema.

Nós temos que começar a ensinar os nossos adolescentes que idolatria não é só com imagens de “santos”, mas sim o cantor/cantora, o pregador, o pastor (admirar uma pessoa e espelhar o seu ministério no dela não é pecado, o pecado é imitá-lo e adorar essa pessoa, a ponto de achá-la perfeita e não aceitar críticas).

Se começarmos a divulgar isso entre os adolescentes, em médio prazo, conseguiremos diminuir essa idolatria. Acabar nós não conseguiremos nunca, pois a idolatria está no coração do homem, o normal é o homem ser idólatra, o anormal é deixar a idolatria de lado, isso só consegue quem entrega o seu coração totalmente ao Senhor Jesus, pois assim não tem espaço para as coisas secundárias.

Há algum tempo tentei levar um famoso cantor de Rap na minha igreja, que tem 70 membros. O cara teve a pachorra de cobrar R$ 20.000,00. Isso é mais que muito pai de família ganha em um ano inteiro de trabalho!!! Um outro grupo de São Bernardo do Campo cobrou R$ 500,00 mais 100 CDS vendidos a R$15,00. Ou seja, R$ 2.000,00 para cantar em uma igreja que fica a no máximo 10km da deles.

Não se tem mais no coração “de graça recebestes, de graça dai”, mas sim que “o obreiro é digno do seu salário”.

Concordo que se a pessoa vive da música ela deve receber para isso, porém não explorando as igrejas que secam o caixa para trazer estes “shows” .  poderíamos ofertar uma ajuda a um grupo desse louvar, e escolher verdadeiros adoradores. Mas aceitar essas exigências absurdas não dá pra compactuar!

Agradeço muito a Deus porque ainda há os que não se dobraram a Baal, ainda há verdadeiros adoradores que compõem verdadeiras orações, louvores de adoração que fazem nos sentir no Santo dos Santos, louvores que fazem-nos sentir como o Profeta Isaías, na sala do trono do nosso Deus Todo Poderoso. É maravilhoso no momento do louvor sentirmos a Glória de Deus inundando a igreja.

Como o Salmista declarou, “em meio aos louvores Deus habita”. Quando louvamos com a alma, de todo o nosso coração, o nosso louvor não é somente recebido, mas também aceito por Deus.

Eu suplico aos irmãos, para nos atentarmos ao que é cantado em nossas igrejas, não vamos deixar que essas heresias em forma de música estraguem a nossa comunhão com Deus e assim não blasfemaremos pensando que estamos louvando a Deus.

Que o Senhor Deus te abençoe!

Fique à vontade para comentar.

Anúncios

Um comentário em “Acaba o “show” e restaura o louvor…

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s