Sem categoria

Dia do Evangélico, vale comemorar?

Por: Thiago Schadeck

A paz do Senhor Jesus Cristo!

Hoje foi extremamente comemorado o “Dia do Evangélico” no Twitter, mas minha pergunta é: temos motivos verdadeiros para comemorar?

Será que atingimos de verdade a marca de 50 milhões de evangélicos no Brasil, ou será que boa parte disso se dá ao fato de muitas pessoas se simpatizarem apenas com a pregação evangélica, que em muitas vezes é mais parecida com uma palestra de auto-ajuda, recheada de misticismo e com o foco no homem. Muitos buscam um conforto para seus problemas, mas querem o consolo e não o Consolador (o Espírito Santo de Deus), querem a bênção, mas não o Deus Abençoador.

Muitos dizem que se há crescimento é porque Deus está aprovando. Se for assim, Deus deve estar muito satisfeito com os mulçumanos, pois eles são a religião que mais cresce no mundo. Seguindo nessa linha, Alan Kardec deve estar no seio de Abraão numa hora dessas, pois conheço centenas de Kardecistas e que pensam que estão seguindo a verdade.

Podemos dividir as igrejas brasileiras em dois tipos: as que levam a Palavra de Deus à sério e as que o homem tem que aparecer mais que Deus. Vejamos abaixo:

As igrejas que levam a Palavra de Deus à sério:

São as igrejas onde a Palavra tem um tempo adequado e quando o pregador (e não preletor, porque não se trata de uma palestra) pega o microfone, ele tem a consciência de que o Espírito Santo quem fala e não o homem (Marcos 13:11), lembra-se que é apenas um servo inútil, que faz apenas aquilo que o seu Senhor manda (Lucas 17:10), sabe que a mensagem a ser transmitida à igreja deve ter Cristo crucificado como centro, pois esse é o poder de Deus para nós (1 Coríntios 1:22).

Nas igrejas sérias estão os verdadeiros homens de Deus, aqueles que não querem aparecer, mas diminuem a cada dia para Cristo aparecer (João 3:30), os homens de Deus não deixam com que novos evangelhos ocupem espaço em seus púlpitos, ainda que o “pregador” diga que esse evangélho foi revelado por um anjo (Gálatas 1:8). Se a igreja é séria, o que menos importa são os títulos, pois eles servem apenas para que haja uma organização e não para serem ostentados e utilizados para dar “crachazadas” por ai.

Podemos reconhecer uma igreja como séria, onde tem obreiros (em todos os níveis) que não tem do que se envergonhar, ou seja, que tem bom testemunho e que manejam bem a Palavra da Verdade (2 Timóteo 2:15), onde os membros são incentivados a ler a Bíblia e conferir se o que foi pregado realmente é verdade (Atos 17:11). Se uma igreja tiver essas caracteristicas, provavelmente será chamada de antiquada, antiga, tradicional, fria e muitos outros adjetivos mais pejorativos.

Quando a igreja faz a vontade de Deus, o crescimento tende a ser mais demorado, porém os membros são infinitamente mais maduros e não são levados de um lado para outro por qualquer vento de doutrina (Efésios 4:14), mas aptos para discernir os espíritos para saber se realmente é Deus quem está falando (1 João 4:1).

Nas igrejas sérias, as pessoas vivem como uma família (Efésios 2:19 e João 1:12), se importando e ajudando uns aos outros. Amando ao próximo como a nós mesmos (Mateus 22:39), o que significa que a dor e a alegria do meu irmão também são minhas, me alegro ou choro com ele (Romanos 12:15), sabendo que somos a igreja do Senhor (1 Coríntios 3:16) e devemos cultuar ao Senhor (24 horas por dia) com consciencia e sendo racionais (Romanos 12:1) e não se conformando com a realidade desse mundo, mas se renovando pela Palavra (Romanos 12:2), anunciando que o Nome de Jesus é o único que nos importa ser salvos (Atos 4:12).

Há muitas caracteristicas de igrejas verdadeiras, mas não serão elencadas agora, quem sabe vire um post mais pra frente.

Se você está em uma igreja que vive dessa forma, agradeça a Deus todos os dias, pois são poucas que ainda tem ousadia de ir na contra-mão do evangeliquez atual e não se importa se está agradando aos homens, mas dá importancia em agradar a Deus (Atos 4:1-31) e essas igrejas (não a instituição, mas a comunhão) agradam muito a Deus.

As igrejas que não levam a Palavra de Deus

Essas infelizmente (e pode acreditar que é com dor no coração que digo isso) se multiplicam como formigas e estão em evidência em todos os tipos de mídia. São igrejas onde o homem é o centro, ainda que isso seja camuflado. Nessas igrejas, o titulo de pastor é para “iniciantes”, pois todos querem ser apóstolos, patriarcas, embaixadores, conferencistas. O cargo define a espiritualidade da pessoa. São igrejas onde a “propaganda”não é a salvação e sim o que o “homem de Deus”pode fazer por você. Normalmente vem com uma listinha de “milagres feitos pelo cidadão, que vão de cura de caroços à emagrecimento instantâneo. Acredito que Deus é poderoso para operar os mesmos milagres que operou na bíblia, mas Ele faz quando quer e não quando nós queremos.

Nessas igrejas foi abolido o termo “suplicar”, pois isso é para crentes frios e sem fé. Nós temos que determinar, decretar, exigir e colocar Deus na parede, afinal de contas, Ele prometeu e promessa é dívida! Fazem de Deus um bonequinho, uma espécie de Papai Noel que tem que atender nossos caprichos e mimos, deixando totalmente de lado a soberania de Deus e colocando o foco em nós, os meros mortais necessitados de salvação.

Nessas igrejas a Bíblia é muito pouco usada, e quando a usam geralmente é para ler um único versículo e na maioria da vezes fora de conceito, porque o que vale mesmo são as frases de efeito do líder, ainda que elas cheguem a ser anti-bíblicas. O povo gosta disso, mostra sabedoria, autoridade, potencial em dar direção.

É extremamente proibido qualquer tipo de questionamento sobre as práticas extra-biblicas, pois quem o faz pode ser considerado um carnal que está fora da visão e passar a sofrer preconceitos. Tudo deve ser aceito sem qualquer crivo, afinal o líder teve a visão dada por Deus e todos devem seguí-lo, ainda que seja para o abismo!

Creio que há muitos que estão nessas igrejas por ignorância, por inda não terem conhecido o verdadeiro Cristianismo e que Deus irá despertá-los no momento certo, para que eles possam enxergar aquilo que está errado e alertar aos irmãos ainda cegos espiritualmente!

Já compartilhei da idéia de alguns que acreditam ser necessário uma nova reforma, mas hoje penso diferente. Não temos que dividir a igreja, como aconteceu entre protestantes e católicos, mas temos que colocar o que é pregado (em qualquer igreja) em prova com a Bíblia e mostrarmos que a igreja está indo contra o que a Bíblia diz, podemos ser mau vistos, mas com certeza o Senhor se agradará!

Façamos a diferença nesse mundo podre e cheio de maudade, vamos ser a luz e o sal, mostrando que ainda há um Caminho, que é Verdadeiro e traz a Vida (João 14:6)!

Minha oração é que os líderes dessas igrejas se arrependam do mal que estão fazendo ao Reino e voltem ao verdadeiro evangelho, que é a vontade de Deus!

Que Deus te abençoe e que você tenha sido edificado com esse texto!

Comente!!! Sua opinião (ainda que contrária à minha) é muito importante!

Anúncios

3 comentários em “Dia do Evangélico, vale comemorar?

  1. paz seja contigo
    dou graças a Deus pela sua vida, quero te dizer que eu aprendi muito com esse estudo
    . de fato essas igreja que o pastor se colocar no centro, estão indo na contramao do verdadeiro evangenho de cristo jesus. nossa oraçoes é que Deus abra os olhos espirituais para que saibam que o ”nossa suficiençia vem do senhor” sou muito novo no evangenho mais quero fazer a vontade de Deus.

    Curtir

  2. Essa é uma realidade mundial. Infelizmente hoje se preocupa muito com números para impressionar a sociedade e bem estar físico para fidelizar os membros. Prega-se mais a cura física do que a espiritual… Fala-se mais de demônios do que de Deus… Cultos sem nenhuma ordem e muitas vezes indecentes… “Astros e estrelas da tv,” que buscam a própria glória passando-se por missionários e televangelistas… etc, etc, etc…

    Ainda assim, muitos líderes não se deixam levar pela soberba e poderio passageiro, pregando o verdadeiro evangelho, transmitindo a mensagem de Jesus para a glória de Deus e não para se aparecerem… Se preocupam mais com as coisas lá de cima do que com as coisas terrenas… Pedem e pregam a cura da alma e não um aparente bem estar físico… Estendem a mão e não usam o dedo para acusar e gerar polêmicas… Se envolvem com a comunidade e não com a política… Transmitem paz e não o ódio…

    A essas igrejas e a esses líderes sim, merecem ser honrados, porque não se vangloriam, pelo contrário, fazem tudo pelo reino de Deus… Corpo de Cristo!!!

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s