Apologético

Combatendo o bom combate

Por Thiago Schadeck

 

A paz do Senhor!

Hoje quero compartilhar com vocês um assunto que vira e mexe me ocupa o pensamento. Se poderei chegar ao fim de minha vida e falar como Paulo: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé (2 Timóteo 4:7)”. Mas qual é esse combate e principalmente, qual o seu preço?

Todos nós temos uma missão e um chamado a ser cumprido nessa terra, não estamos aqui por acaso, mas isso muitas vezes nos custa caro, em casos até a vida!

Em Atos 9, o Senhor aparece a Paulo e o chama para o ministério. Enquanto Paulo foi para a casa de Judas, na rua chamada Direita, o Senhor Jesus falou com Ananias e fez questão de avisar que a vida de Paulo não seria fácil dali pra frente, quando disse “E eu lhe mostrarei quanto deve padecer pelo meu nome.  (Atos 9:16)”.

Em 2 Coríntios 11:23-28 Paulo escreve algumas das agruras que passou por servir ao Senhor:

 São ministros de Cristo? (falo como fora de mim) eu ainda mais: em trabalhos, muito mais; em açoites, mais do que eles; em prisões, muito mais; em perigo de morte, muitas vezes.
Recebi dos judeus cinco quarentenas de açoites menos um. Três vezes fui açoitado com varas, uma vez fui apedrejado, três vezes sofri naufrágio, uma noite e um dia passei no abismo;
Em viagens muitas vezes, em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos dos da minha nação, em perigos dos gentios, em perigos na cidade, em perigos no deserto, em perigos no mar, em perigos entre os falsos irmãos;
Em trabalhos e fadiga, em vigílias muitas vezes, em fome e sede, em jejum muitas vezes, em frio e nudez. Além das coisas exteriores, me oprime cada dia o cuidado de todas as igrejas. 

Para alguns pregadores atuais, Paulo foi um fracassado. Não teve um ministério próspero (financeiramente falando), passou por muitas dificuldades como naufrágios, apedrejamento, nudez, fome e inúmeras vezes preso e padecendo necessidades. Porém, o apóstolo Paulo sabia que sua fé estava sendo aperfeiçoada e a cada dia ele acumulava tesouros no céu.

Mas preferimos nos apegar a um dos versículos mais conhecidos de Paulo, que está em Filipenses 4:13: “Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece.”. Versículo este que na maioria da vezes em que é citado, tiram do contexto e o apresentam como uma fórmula mágica, dizendo que em Cristo podemos – e devemos – ser milionários, andar de carros importados, ter mansões e etc, mas nos versículos anteriores Paulo diz o que é poder tudo em Cristo.

“Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade. (Filipenses 4:12)”

Paulo sabia se contentar com a provisão diária da Graça do Senhor, mesmo que aos olhos de alguns ela tivesse falhado.

Mas você pode estar pensando que esse era o combate de Paulo e não o nosso, mas como a Bíblia é maravilhosa e perfeita em nos apresentar o Deus a quem servimos, o próprio Paulo escreveu em Romanos 8:36: “Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia; Somos reputados como ovelhas para o matadouro.”

Quem quer servir a Deus tem que estar consciente de que a vontade dele nem sempre é nos dar conforto e refrigério. Em alguns momentos Ele nos deixará sofrer para que aperfeiçoarmos a nossa fé e nos apegarmos ainda mais a Ele.

A pergunta a nos ser feita é a seguinte: Estamos dispostos a entrar nesse combate?

Se sim, estamos indo no caminho certo pra acabarmos nossa carreira como Paulo e termos nosso nome marcado na história, não na história da Igreja, como Paulo, mas na história das pessoas que passam pela nossa vida e nos tem como referência.

Que Deus te abençoe!

Fique a vontade para comentar.

 

Anúncios

4 comentários em “Combatendo o bom combate

  1. A corrida da vida, é de revezamento,Moisés,passou o bastão para josué,e assim vem sucessivamente,a sua hora de correr vai chegar,ou vc corre ou vc fica fora da competiçao,o prêmio é a vida eterna na presença de DEUS. Quanto maior o sacrificio maior é a recompensa!

    Curtir

  2. Estava refletindo sobre isso nesta semana. Quanto mais Paulo ia se envolvendo com Cristo, mais ele ia enfrentando problemas. E aí eu me pergunto: será que eu estou preparadao pra receber isso? Não que eu acho que Cristo não mereça, mas às vezes penso que é muito mais confortável pra mim que Deus não me use. Assim evito sofrimento.

    Jean Corrêa
    http://prosadecrente.blogspot.com.br

    Curtir

  3. É disso que se trata o evangelho! Pois por causa de uma morte/derrota hoje temos acesso gracioso a Deus… E esse é o cerne, é tal como o próprio Paulo disse, que por causa de Cristo, a morte é um ganho.
    Por isso acredito num Deus que tambem é Deus de derrota porque até na derrota Ele tem um propósito eterno!
    Muito bom texto Thiago… Parabéns…
    Abraço de um português desde Portugal

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s