Apologético

O Deus que não aceita NÃO como resposta!

Chamado

Por Thiago Schadeck

A paz do Senhor Jesus!

Meditando na Palavra do Senhor, vejo que Deus nunca aceitou um não como resposta daqueles a quem Ele chamou. Mesmo com argumentos tão bons para não cumprir o chamado do Senhor, Deus mostrou que Ele tinha uma missão aqueles que Ele escolheu.
Quero compartilhar dois exemplos que me vem a mente, se quiser acrescentar mais algum, por favor deixe nos comentários.

Moisés: Ele teve um encontro com o Senhor no monte, na região de Horebe, enquanto apascentava o rebanho de seu sogro, e teve a visão da sarça que ardia em fogo e não era consumida (Exodo 3). Deus diz a Moisés que ele havia sido o escolhido por Ele para libertar o povo de Israel de um julgo de 400 anos, o que seria uma honra para qualquer um, Moisés tremeu na base e quis mostrar ao Senhor o quão capaz ele não era.
Mesmo Deus se declarando a Ele como o “EU SOU O QUE SOU”, Moisés se amedrontou diante da missão que Deus tinha para colocar em suas mãos. Em Êxodo 4, Moisés começa a debater com Deus e escancarar seus defeitos, como quem diz a Deus: “Eu sei que não consigo e nem adianta o Senhor insistir!”.
Por um momento, parece que Moisés esquece quem é o Deus com quem ele estava conversando, quando ele diz que é pesado de boca, que não tem facilidade para falar. Deus dá uma bela bronca em Moisés e diz que Ele fez a boca do homem, fez o mudo e o que fala. Existe um chavão evangélico, que eu acredito ser a pura verdade: “Quando Deus nos chama, Ele nos capacita para fazermos a sua obra!”
Moisés um dos maiores homens Bíblia, marcou a história do povo hebreu, com relatos que para muitos é conto da carochinha, mas para nós é a manifestação do poder de Deus!

Jonas: Recebeu uma ordem explicita de Deus: “Vá a Nínive e diga que se não se arrependerem Eu destruirei a cidade!”. Claro que daria medo de pronunciar o juízo de Deus dessa forma. Mas Jonas se esqueceu que o Deus que o havia enviado é poderoso para destruir ou para gerar o arrependimento. A verdadeira intenção de Deus não era destruir a cidade e sim que eles se arrependessem de seus pecados.
Jonas teve uma ideia brilhante, se não servisse a um Deus que é Soberano. Queria fugir para Társis e deixar que Deus mandasse outro em seu lugar, afinal deveria existir alguém mais capacitado para cumprir esse ide. Mas Deus havia escolhido Jonas para pregar àquele povo e faria com que esse chamado fosse cumprido.
No meio de sua viagem, Deus mandou uma forte tempestade e os marinheiros começaram a lançar sortes e invocar os seus deuses. Jonas em uma atitude de hombridade assume a culpa pela tempestade e é jogado no mar. Um grande peixe o engole, onde Jonas fica três dias e três noites, onde ora de todo o seu coração e é cuspido na praia.
Depois de ter passado por tudo isso, Jonas vai a Nínive e prega a destruição, Deus moveu o coração do rei para apregoar um jejum entre todos os habitantes, buscando o perdão do Senhor. Com essa atitude, Deus não destrói a cidade, mas dá uma nova chance aos seus habitantes.

Lembre-se que Deus não precisa de nós, mas conta conosco!

Temos de estar atentos com o chamado e a direção de Deus em nossas vidas, entendendo que Ele nos capacitará para fazermos a Sua boa obra.

Deus te abençoe!

 

Anúncios

Um comentário em “O Deus que não aceita NÃO como resposta!

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s