Devocional

Deus ama os pecadores, dos quais eu sou o maior!

Pecador

Por Thiago Schadeck

Talvez você tenha estranhado o título desse post, mas acredite se quiser, foi o apóstolo Paulo o autor dela. Quando o maior evangelista do Novo Testamento se assume o maior dos pecadores, foi por um simples motivo: Reconhecer que Deus o livrou de um mundo de pecados, mesmo ele não merecendo. Não é a toa que Paulo trata muito sobre a graça de Deus, que ele faz questão de frisar que a salvação é unicamente pela fé em Cristo. Paulo sabia exatamente quem ele era até o encontro com Cristo no caminho de Damasco.

Todos nós, que já tivemos um encontro verdadeiro com Cristo, sabemos quem eramos antes de ele nos resgatar do nosso mundo de pecados. Antes desse encontro fazia parte de nossas vidas o pecado, as mentiras, os lucros desonestos, as traições, a falta de temor a Deus. Hoje, porém, remidos pelo sangue de Jesus, buscamos viver uma vida nova e nos livrarmos desses males que tanto ofendem a Deus.

Mas como nos livrarmos de hábitos enraizados em nossas almas há tanto tempo? Quem sabe você esteja pensando: “Paulo disse que era o maior dos pecadores porque não me conheceu”. E eu te digo que você só pensa que é o maior dos pecadores porque não me conhece bem! Todos nós temos, ainda, falhas no nosso caráter que nos afastam de Deus e, por consequencia, nos fazem pecar.

Acredito que depois do encontro com Cristo, os nossos pecados passaram a ser encarados como erros graves e que devem ser corrigidos, com o máximo de esforço para sermos santos e mais parecidos com o Senhor Jesus Cristo a cada dia. A pesar de a nossa natureza terrena ser pecaminosa, após entregarmos nossas vidas a Cristo, passamos a ter também uma natureza espiritual, que deve ser alimentada através da oração e da leitura bíblica. Precisamos conhecer a fundo o Deus que servimos e isso só é possível através da bíblia, biscando a ajuda do Espírito Santo.

Agora, se você está achando que tudo o que eu disse até aqui é bobagem, vou mostrar alguns versículos que provam que ainda continuamos pecando e que nem sempre nos esforçamos o suficiente para servir a Deus da forma que ele espera.

O aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei –  1 Corintios 15:56
Quem quer viver pela lei, voltando ás práticas judaicas, está desprezando a morte salvífica de Cristo na cruz e com isso comete pecado, pois não aceita a salvação apenas pela graça de Deus, mas a busca com suas forças.

Jesus respondeu: “Digo-lhes a verdade: Todo aquele que vive pecando é escravo do pecado –  João 8:34
Tem muita gente que peca porque quer, mas não assume ser escravo daquele pecado. Você com certeza conhece alguém que diz parar de beber ou fumar quando quiser, mas nunca cumprem essa promessa. E você, o que te prende ao mundo e não te deixa assumir que aquilo é um senhor na sua vida?

Pensem nisto, pois: Quem sabe que deve fazer o bem e não o faz, comete pecado – Tiago 4:17
Todos nós sabemos fazer o bem, mas pouquíssimas vezes fazemos! Esse ano tivemos um dos invernos mais frios das últimas décadas e não ouvi quase ninguém buscando amenizar o sofrimento dos mendigos, Você separou alguma roupa que não usa mais para doar a alguém que necessita? 

Infelizmente a Igreja de nossos dias está mais preocupada com o próprio umbigo que em ajudar aqueles que necessitam. Não exita em comprar um Iphone de 2 mil reais, mas não paga um lanche para um garoto de rua. Compra tênis Nike ou Adidas de 500 reais, mas não compra uma cesta básica pra doar a um irmão na fé que está passando por dificuldades.
Ainda temos coragem de falar que somos filhos de Deus. Muitos crentes tem servido ao deus Mamóm e ainda não se deram conta de que isso não trará a graça de Deus sobre a suas vidas, mas a justiça e a condenação dEle.

Deus não nos escolheu por sermos perfeitos, mas nos elegeu nele para sermos santos e irrepreensíveis (Efésios 1:4). Deus não aceita qualquer tipo de pecado, por isso, devemos nos esforçar para pecarmos menos a cada dia. Sabemos que não vamos parar de pecar enquanto estivermos nesse corpo corruptível, mas também sabemos que é nossa obrigação lutarmos contra a nossa natureza pecaminosa e vivermos para o louvor e glória de Deus!

Que Deus te abençoe e através desse texto você busque conhecê-lo a cada dia!

Em Cristo e só a Ele a glória, a honra e o louvor!

Anúncios

2 comentários em “Deus ama os pecadores, dos quais eu sou o maior!

  1. Antônio, muito coerente seu comentário. Por isso usei a perspectiva biblico-evangélica, que é no que creio.
    Como você escreve bem, creio que deve ter lido o texto com atenção e percebeu que não aponto o dedo aos pecadores, mas me reconheço como um.
    Logo, te aconselho as palavras do Apóstolo Paulo: examine tudo e retenha (se há algo) o que é bom.
    Abraços!

    Curtir

  2. PECADO…
    Incrível saber que: Nascemos, brincamos quando criança sem saber que somos pecadores e quando crescemos e começamos a ler…
    Vem adultos e nos dá uma notícia que somos todos PECADORES…
    Então para tentar explicar esse fato, fui atrás de saber tudo sobre o que é ser um pecador… quando pecamos… E o que é o PECADO.
    Pecado é tudo que transgredi a lei DIVINA, ou seja, as leis de um deus
    Aí a importância de se conhecer as Escrituras Sagradas para saber a opinião de um deus.
    Os livros sagrados são obras literárias presentes nas principais religiões cujos autores teriam recebido uma possível revelação divina.
    Na opinião dos adeptos das respectivas religiões, tais autores eram pessoas iluminadas, que podiam se comunicar com as divindades inspiradoras.
    São considerados profetas, muitas vezes.
    São exemplos de livros sagrados (de acordo com a respectiva religião):
    • Bramanismo: Mahabharata
    • Cristianismo: Bíblia(antigo e novo testamento)
    • Hinduísmo: Vedas
    • Islamismo: Tanach e Alcorão
    • Judaísmo: Tanakh, Talmude e Kabballah
    • Espiritismo: Bíblia e Codificação Espírita de Allan Kardec
    • Sikhismo: Guru Granth Sahib
    • Zoroastrismo: Zend Avesta
    • Fé Bahá’í: Kitáb-i-Aqdas
    • Tem mais ainda…. Não quis colocar todos…

    Então se chega à conclusão que: “o que é pecado para alguns, para outros não são. ”

    Um ser humano que de mãos a um livro desses acima citados, escritos por pessoas que nem conhecemos e entende no seu raciocínio lógico que é um PECADOR?

    Eu transgredir a lei de qual deus realmente?

    Não é melhor eu viver a minha vida tentando não ser um CONTRAVENTOR/INFRATOR.
    Conhecendo a Lei do meu pais onde vivo e tentando não a transgredir.

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s