Apologético

Sansão entrevista Silas Malafaia

Como sei que tem pessoas que não entendem ironias, essa conversa NUNCA existiu.

Na minha imaginação fértil – ou não – Sansão, um dos grandes personagens bíblicos apresenta um talk-show e recebe o nosso grande tele-pastor Silas Malafaia para uma conversa.

Vejamos como foi essa conversa:

Sansão: Está no ar mais um Sansão Talk Show – a força da comunicação! Hoje estamos recebendo o grande pastor Silas Malafaia. Tudo bem com você, meu amigo Malafaia?

Malafaia: Bem, correndo muito para dar conta de todos meus projetos.

Sansão: Muito bom, ouvi dizer que você está no ar na televisão brasileira há mais de 30 anos. Nos anos 80 e 90 você chegou a ser uma referência em pregação sem medo de dizer o que deve ser dito.

Malafaia: Sim, estou há mais de 30 anos no ar, mas tive que mudar um pouco minha pregação, pois percebi que não alcançaria lugares mais altos se continuasse pregando contra o erro.

Sansão: Entendi. Mas me diga como isso aconteceu?

Malafaia: Eu sempre fui subordinado ao meu sogro, que era o pastor presidente da minha igreja e por isso não podia fazer as mudanças que eu queria. Mas quando ele morreu eu assumi a presidência da denominação e fiz alguns ajustes no que eu achava que era necessário.

Sansão: Que história interessante. Diga mais a respeito dessas mudanças. Estou curioso!

Malafaia: Bom, tive que começar a mudar aos poucos, para que o povo viesse comigo para onde quero conduzi-los. Logo que assumi a presidência da Assembléia de Deus da Penha, mudei o nome para Assembléia de Deus Vitória em Cristo, que é o nome do meu ministério. Na época aleguei que teríamos de mudar o nome para poder expandir, afinal de contas, AD Penha é um negócio muito regional. Tem bairros chamados Penha em vários lugares e isso poderia confundir o povo. Eles tem que saber onde encontrar a igreja do Pastor Malafaia.

Sansão: Ah, mudar o nome da denominação não é algo que deva se causar tanto alarde, por que raios você se tornou tão criticado aqui no Brasil?

Malafaia: Na verdade, Sansão, só sou criticado por meia dúzia de blogueiros filhos do diabo que ficam me perseguindo. Tudo começou em 2009 quando trouxe o grande Doutor Morris Cerullo, que alias você precisa conhecer, Salomão é um ignorante perto dele, para lançar uma bíblia de estudos, a Bíblia de Estudo da Batalha Espiritual e Vitória Financeira. Ele teve uma grande participação em meus programas e lançou um desafio: Quem semeasse R$ 900,00 no meu ministério receberia a vitória financeira dos últimos dias, porque convenhamos, o derramamento do Espírito Santo que Joel profetizou não enche barriga e nem paga hotel 5 estrelas para a família. Desde então peguei gosto pela teologia da prosperidade e fico revesando os grandes teólogos americanos em meu programa: Morris Cerullo, Mike Murdok e o Myles Munroe. Cada vez que um deles aparece, temos uma pregação poderosa, recheadas de misticismo, crendices e principalmente de teologia da prosperidade. Desafiamos as pessoas financeiramente – por exemplo, doar o valor de um aluguel para conseguir a casa própria e temos bons frutos sempre!

Sansão: Então as coisas que Deus manda vocês profetizarem acontecem. As pessoas alcançam aquilo que é prometido?

Malafaia: Então, na verdade não. Mas isso não é um problema nosso. Se a pessoa deu o dinheiro, mas não teve fé para receber a bênção a culpa é dela. Não posso devolver o dinheiro, afinal ele já foi investido. Você acha, Sansão, que é barato manter um programa semanal no ar? Manter um avião para cruzar esse Brasil? Tenho muitos gastos, pois o povo não pode me ver passando dificuldades, sou um exemplo para eles!

Sansão: Mas não tinha uma pregação sua nos anos 90 em que você criticava duramente a teologia da prosperidade, chegando a  chamá-la de “besteirol americano”? O que te levou a mudar de opinião?

Malafaia: Meu camarada, to vendo que você ta cupixado com esse blogueiros demoníacos. Não sei se você assistiu o grande doutor Mike Murdok falando no meu programa sobre o que acontece com quem discorda de um homem de Deus, se não assistiu, não perca tempo. Mas como você é meu amigo, vou te dar uma explicação. Quando Deus criou Adão e Eva, Ele os criou para dominar tudo, serem cabeças, prosperarem, mas com o passar do tempo os crentes se contentaram com a miséria e se apegaram muito ao pouco dinheiro. O que esses teólogos americanos e eu estamos fazendo é ensinar esse povo mesquinho a prosperar e quem sabe um dia chegam ao nosso patamar.

Sansão: Mas é só contra a teologia da prosperidade que você pregava contra e agora prega a favor né?

Malafaia: Rapaz, tu é malandro mesmo hein, ta me enrolando só pra eu falar do G12! É, eu preguei uma vez metendo o pau no G12, porque não concordava com esse negócio de células, isso foi uma revelação regional. Mas como minha vida tem tomado alguns rumos diferentes que os que eu tinha nos anos 90, me aproximei muito do René Terra Nova e da Valnice Milhomens, preguei em eventos deles, preguei na Bola de Neve, que era uma igreja que eu vivia mandando indireta, hoje eu aceito o ministério apostólico. Esses americanos me abriram muito a mente para começar a ver parcerias com esses líderes que eu ia contra e isso me ajudou a crescer muito. O apoio deles me ajuda a ficar famoso e assim ganho credibilidade para conquistar meus projetos.

Sansão: Você também tem se envolvido muito com política né? Fiquei sabendo que você apoia um presidente evangélico, que orou pelo senador Lindemberg na sua igreja, fica levando muitos políticos à sua Marcha para Jesus e pede voto para eles. Isso é verdade?

Malafaia: Sim, tudo isso é verdade. Eu tenho descoberto que quanto mais o povo evangélico assume o poder, menos espaço o Diabo vai ter para agir em nosso país. Por exemplo, estão tentando acabar com a família, querendo instituir o casamento gay e isso a igreja não pode aceitar! Eu luto mesmo, meus programas passaram a ter 70% do tempo falando contra os gays, 15% de pregação e 15% vendendo meus produtos – preciso garantir o leite das crianças.

Sansão: Interessante ver que essa mudança vem ocorrendo depois que você raspou o seu bigode.

Malafaia: É, eu raspei o bigode e parece que Deus começou a me dar uma nova revelação, comecei a prosperar, meu ministério cresceu, tenho milhares de pessoas dispostas a lutar por mim, e pode ter certeza que elas vão aparecer nos comentários. Eles sabem me defender com unhas e dentes, mas não sabem usar a bíblia para isso, porque para eles minha palavra vale mais que a bíblia.

Sansão: A nossa história é muito parecida, eu tinha um voto com o Senhor de não cortar o cabelo e esse voto fazia de mim o homem mais forte do mundo em minha época, mas me envolvi com a Dalila, uma mulher linda que me fez enxergar novos horizontes, tivemos uma linda história de amor, até eu descobrir que ela havia me feito dormir para cortar meu cabelo. Acordei fraco, preso e humilhado pelo povo que era nosso inimigo. Vejo que a sua força estava no bigode, a mulher no seu caso é o dinheiro, a sua Dalila é essa maldita teologia da prosperidade que tem te feito dormir um sono gostoso, mas que não é o sono do justo. Ela amorteceu o que você tinha de melhor: a coragem de pregar a verdade e agora te dominam para fazer a vontade deles.
É normal, quando estamos apaixonados (no seu caso pelas riquezas), ficarmos valentes para defendermos nossa amada, afinal, a paixão nos cega e seus defeitos ficam ocultos à nossas vistas.
Espero, de coração, que você volte a pregar aquele evangelho simples, que se arrependa de sua arrogância e das heresias que tem permitido ser dissiminadas através de seus programas e congressos. Se hoje te pedirem a alma o que você vai oferecer? Viagem para hotel 4 estrelas e carro blindado na Alemanha não garantem a sua salvação. Volte aos caminhos do Senhor, porque hoje, você não passa de um desviado influenciando outras pessoas a se desviarem.

Malafaia: Bom, acho melhor ficarmos por aqui, porque se eu não tivesse meus méritos, não estaria há tanto tempo na TV apresentando um programa com uma audiência tão boa!

Nota do editor: Não quero aqui ofender ao Silas Malafaia, minha intenção é exclusivamente mostrar de uma forma bem humorada como ele se desviou da pregação que o fez ser uma referencia cristã – inclusive para mim – nos anos 80 e 90. Antes de você comentar me xingando, faça uma análise da pregação dele nos últimos anos, veja se tem base bíblica para prometer o que vem prometendo e tire suas conclusões. Fico muito triste em ver que um homem com tanto potencial para pregar o evangelho se corrompeu de uma forma tão danosa, a ponto de seu passado e presente serem tão diferentes, de ter mudado tanto, para pior. Pode descordar de mim a vontade, mas tenha respeito.
Se não acredita que ele mudou, assista esse vídeo. Nada mais é que ele contra ele mesmo!

Fique na paz do Senhor.
Thiago Schadeck

Anúncios

2 comentários em “Sansão entrevista Silas Malafaia

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s