Não Categorizado

Eu te amaldiçoo em nome de “jesus”

Por Thiago Schadeck

A paz do Senhor!

Como temos visto pessoas sendo amaldiçoadas supostamente em nome de Jesus, por líderes que acreditam ter esse poder.
Há um tempo, Malafaia chamou àqueles que criticam sua teologia da prosperidade de filhos do Diabo e os amaldiçoou sem qualquer problema. Recentemente foi a vez de Agenor Duque pedir para Deus colocar na balança ele e seus acusadores (caberia uma piada de mau gosto, mas vou me abster) e hoje Thalles Roberto pede juizo de Deus e fogo sob a Parada Gay. Isso porque fizeram uma sátira da morte de Cristo com um transexual crucificado.
Não concordo com a atitude da militância gay, mas também não concordo com essa mania de amaldiçoar a todos que discordam de mim. Pior ainda, quando a critica tem fundamento. Malafaia foi criticado por estuprar financeiramente as pessoas, supostamente por uma revelação divina. Agenor Duque é criticado pelos mesmos motivos do Malafaia e com o plus de ter mais macumba que evangelho em seus “cultos”. Pasmem, mas os gays só passaram a ofender os evangélicos depois que começaram a ser atacados em programas de televisão gospel  (olha o Malafaia ai de novo, gente!!!) e pregado o ódio contra eles.
Mas como o ponto aqui não é o ataque que os líderes sofrem e sim a sua reação a esses ataques, fica cada vez mais claro que esses homens não tem em si o caráter de Cristo e nem o fruto do Espírito  (pelos frutos os conhecerão), principalmente o do domínio próprio.
A nossa geração não sabe responder com mansidão o motivo de nossa esperança   (1 Pedro 3:15). Queremos que a ira de Deus consuma nossos inimigos e que vejam Deus nos exaltar. Só esquecemos que se a ira de Deus fosse derramada sobre os pecadores, seriamos fulminados também porque todos temos pecados (1 João 1:8). Precisamos mostrar quão grande é o poder do nosso Deus, que cura câncer, AIDS, ressucita mortos, mas que parece não resolver problemas de caráter. Queremos que Deus mande fogo nos profetas de Baal como fez com Elias, mas não queremos colocar o dedo na cara de Jesabel e corrigí-la de seus pecados. Queremos profetizar, mas não queremos ser como João Batista que perdeu a cabeça por pregar o Evangelho, ou como Estêvão que morreu por ter coragem de enfrentar os religiosos e seu ódio  (nada muito diferente de hoje).
Quando Jesus manda amar ao próximo, ele não se referia aos crentes, pois esses são nossos irmãos. O nosso próximo são aques que ainda não conhecem ao nosso Deus.
Jesus, quando esteve aqui na terra sofreu as piores afrontas que alguém poderia sofrer, inclusiver como agressão física, moral e sua morte. O apóstolo Paulo vivia mais preso que livre por pregar o Evangelho, apanhou, foi traído e humilhado, mas não amaldiçoou seus perseguidores. Exceto João,  todos os apóstolos foram mortos e nenhum amaldiçoou seus assassinos.
Mas nós somos diferentes, somos a geração gospel, que se acha a última bolacha do pacote e que Deus é obrigado a nos obedecer e exterminar a qualquer um que se puser em nosso caminho. Esquecemos apenas que Deus é soberano e nada foge ao seu controle. O Diabo só age até onde Deus permitir, vide a história de Jó.
Que aprendamos com o Mestrea apanhar em uma face e dar a outra. A nos humilharmos e reconhecermos que ainda temos ódio, mágoas e incertezas em nossos corações.

Que Deus nos abençoe e haja em nós um espírito pacificador.

Anúncios

14 comentários em “Eu te amaldiçoo em nome de “jesus”

  1. Faz assim, guarde suas opiniões vazias pra si. Guardamos nosso direito de expressar nossa opinião em qualquer lugar na internet. Se criou um blog público e escreve o que quer, deve estar preparado pra ser questionado, amiguinho! Democracia, se liga. Acabou os argumentos? E olha, ninguém te chamou de homofóbico… quem tem mesmo mania de perseguição aqui? haha. Fui…

    Curtir

  2. Seu deus devia ser de amor, o de Jesus e não o Alá de ódio e fanatismo fascista, amiguinho! Entendi muito bem suas entrelinhas irônicas quando mandou Beto fazer protesto com símbolos do Islã. E o assunto são os EVANGÉLICOS, não outras religiões. Pare de pegar carona nas maluquices de outros para justificar as suas. E em que gays foram desrespeitosos?? Você tem direito a uma opinião, e dai? E eu de questionar… sem mais,

    Curtir

  3. Achou babaquice? Ok, direito seu.
    Agora não seja leviana a ponto de insinuar que quero a morte dos gays.
    Apenas acho que foram desrespeitosos com os cristãos. Tenho esse direito?
    Tenho direito também de achar que ninguém brinca com Alá porque tem medo da reação dos mulçumanos?
    Tenho direito a uma opinião diferente da de vocês sem ser homofóbico?

    Ah, se tem problemas de interpretação de texto, ele é uma critica aos crentes e não aos gays.

    Curtir

  4. Quanta babaquice falar de muçulmanos pra criticar os homossexuais… eles MATAM tanto gays quanto crentes! Não tem argumentos? Que insinuação é essa de castigo e morte? Jesus! Olha a condenação da lei de Moisés agindo aqui, a maldição que você criticou no texto sendo implicitamente usada contra gays. Infelizes comentários do autor do blog e seu despreparo pra críticas. Não explica seus pontos de vista…eu concordo com o Beto!

    Curtir

  5. Peraí, você é que reclamou de porem Jesus na Parada Gay, eu não. Não tenho problemas de colocar Jesus e gay no mesmo texto… fiz isso quando corrigi o seu ”sátira” infeliz, lembra? Não me conhece para dizer que tenho ”síndrome de perseguição”, seria pretensão demais tua. Falou tanto e não explicou onde estaria a tal falta de respeito, mas tudo bem… é por serem gays? Uma mulher trans? Pecadores não transformados? Entendi. Mas é claro, homofobia não existe e Jesus veio para todos. Só não podem usar sua imagem.

    Em tempo… no Brasil, quem ataca gays são fundamentalistas evangélicos, não fundamentalistas islâmicos. Não jogue a bola para outros, pega mal. E lá no OM existem movimentos glbts também. Igualmente queria ver uma critica com ”amor” para Alá e seus seguidores radicais. Dizer que ”Jesus ama os muçulmanos, mas não aceita o islã” na Síria.

    Que tal fazer uma Marcha pra Jesus lá? Ter amigos missionários não basta. Fica a dica!

    Curtir

  6. Não estou me comparando. A perseguição lá é bem maior que aqui e não vejo protestos por isso. É mais facil protestar contra cristãos que no máximo vão gritar e ser mal educados né?
    Tenho amigos mulçumanos e converso sobre Jesus com eles, como tenho amigos cristãos que estão evangelizando no oriente médio.
    E desculpe, mas vc tem sindrome de perseguição, porque a critica era em relação aos crentes e não aos gays. Talvez por tanto ser atacado por fanáticos, qualquer coisa que coloque Jesus e gay no mesmo texto vira ofensa.

    Abraços

    Curtir

  7. Beto, assim como vc tem sua opinião tenho a minha. Pra mim foi falta de respeito, sendo sátira ou protesto. Jesus andava e anda mesmo com os marginalizados, porém, como parece que você conhece, todos que andaram com Jesus tiveram suas vidas transformadas. Sou contra pastores que se metem em politica, inclusive escrevi um texto aqui, assim como escrevi criticando a guerra entre gays e cristãos (se tiver um pouquinho de boa vontade da uma olhada).
    Por último, não disse que o Jean organiza a parada, mas que ele é a “versão gay”, no que diz respeito ao ódio, do Malafaia.

    Em tempo, queria ver um protesto respeitoso com Alá.

    Abraços

    Curtir

  8. Faltou interpretação do evento. Muçulmanos? Você está se comparando com radicais fanáticos ou Estado Islâmico realmente? Justificando as mortes? Não me surpreende. Mas partindo da sua lógica…vão pregar o evangelho lá no Oriente Médio! Em países islâmicos e os discriminem como fazem com gays no Brasil. Vamos ver como os tratam também. Aliás, Cristo disse pra ir pra todo mundo pregar? Ficar no Brasil atacando gays na politica e atrás de um computador é muito fácil.

    Curtir

  9. Primeiro que gay não vira hetero e nem o oposto, isso é crença discutivel. Já Jesus é figura histórica e andava com marginalizados e não com elites religiosos e poderosos, como a modelo representou. Segundo que Jesus não ”virou” gay na parada, ficou lá crucificado e parado, com o cartaz da homofobia. Só isso. Terceiro, se alguns não desejam ver ”misturar” religião com outras coisas, favor retira-la da politica e parar de usar a biblia seletivamente contra gays. Assim não será preciso esfregar na cara quem são os fariseus de hoje. E quem organiza Parada não é o Jean Wyllys, assim como não foi uma ”sátira”… abraços.

    Curtir

  10. Beto, da parte que você copiou do Eliezer eu já respondi pra ele, você pode conferir la.
    Quanto ao restante, a imagem de Jesus realmente não pertence a nenhuma religião, assim como a de Alá também não e nos países Mulçumanos os gays são mortos e extremamente perseguidos. Mas com eles vocês não fazem protesto respeitoso né?

    Curtir

  11. Uma correção! A modelo que representou Jesus crucificado na Parada gay de SP não fez uma “sátira” e sim um protesto respeitoso sobre a opressão e perseguição que gays recebem dos fariseus modernos, assim como outras minorias e excluídos sociais, assim como Jesus foi. Como a imagem de Jesus não pertence a nenhuma religião, a apropriação artística foi teologicamente coerente e doeu em muitos ”lideres”. Há outras imagens grotescas de Cristo que não são do evento e nem do Brasil circulando, cuidado com os difamadores sem escrúpulos! Favor se informar antes de divulgar mais ódio, homofobia e estigmas aos gays, como faz Malafaia & Cia que tanto criticam (e bem o fazem). :D

    Curtir

  12. Eliezer, respeito sua opinião, mas discordo totalmente. O que a moça fez não é nada respeitoso. Imagine se fosse o contrário e estivessem, respeitosamente, encenando um homossexual que decide virar hetero e se casa na Marcha para Jesus?
    Iam dizer que é homofobia, perseguição e etc…

    Deixemos de ser tolos, porque há quem odeie dos dois lados (seguindo o exemplo de Malafaia de um lado e Jean Willys do outro)

    Curtir

  13. Uma correção.  A modelo que representou Jesus crucificado nao fez uma “Sátira” e sim um protesto respeitoso sobre a opressão e perseguição que gays recebem de fariseus modernos , assim como outras minorias e excluidos como Jesus foi.  Favor se informar antes de divulgar mais ódio e estigmas, como faz Malafaia. 

    Enviado do Yahoo Mail no Android

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s