Não Categorizado

A Parábola do Bom Samaritano Moderno

image

Por Thiago Schadeck

Numa noite fria, um homem vinha por uma rua escura da capital. Dois homens o assaltaram e levaram seu celular, todo seu dinheiro, seus tênis e sua jaqueta importada. Queriam mais dinheiro e, como ele não tinha, apanhou. E apanhou muito. Socos, pontapés,  coronhadas com o revolver, ameaças de morte. O homem ficou jogado na calçada, tão judiado, que as pessoas pensavam que ele estava morto.

Passava por ali um pastor, que estava a caminho do “Culto dos Empresários”. Ele olhou aquele homem no chão e decidiu evangelizá-lo, já que tinha cerca de meia hora até iniciar a reunião.
– Boa tarde meu jovem, posso falar com você?
O homem, que mal conseguia se mexer, acenou afirmando com a cabeça.
– Você conhece a Igreja Evangélica ali da esquina?
Com muito esforço ele disse que não.
– Pois bem, amigo, nossa igreja é muito avivada! Temos centenas de testemunhos de pessoas que, assim como você, estavam na sarjeta e hoje deram a volta por cima. São empresários bem sucedidos, andam nos melhores carros, tem casas que mais parecem palácios, seus filhos estudam nos melhores e mais caros colégios da cidade. É esse o Deus a quem servimos. Você é evangélico?
– Não. – Foi a resposta do homem que se contorcia de dor.
– Hum!!! – exclamou o pastor – agora algumas coisas fazem sentido. Isso que você está passando é uma maldição que lançaram sobre você. Na sexta-feira temos a reunião da oração forte. Apareça lá!  Posso garantir que depois dessa reunião, se você permanecer fiel a Deus, inclusive sendo dizimista, para não dar brexa ao inimigo, você também prosperará muito!
– Preciso ir, porque vou pregar na reunião dos empresários – disse o pastor, despedindo-se – te espero na sexta. Vamos te ajudar!

Enquanto o pastor ia em direção à igreja, veio em direção ao homem, um cantor gospel muito famoso. Ao ver aquele pobre homem à beira da morte, decidiu ir até ele e ver o que estava acontecendo.
– O que aconteceu contigo, amigo? – Perguntou, surpreso, o cantor.
O homem, esforçando-se muito, disse: Fui assaltado. Levaram tudo que eu tinha e ainda me bateram. Acho que não há um só osso mais inteiro em meu corpo.
O cantor, olhando nos olhos do homem disse:
– Querido, certa feita, Paulo e Silas apanharam muito e foram presos. Mas eles tinham algo dentro de si, o Espírito Santo, que não deixava que eles ficassem prostrados e se lamentando. Faça como eles, adore a Deus, levante as mãos e sinta a presença do Senhor, enquanto canto minha nova música. Ela fala sobre o valor de uma alma para Deus. O refrão diz: “Deus, mesmo lá no céu está carente, tristeza Ele sente, por não ter você. Ele é dono de tudo, mas precisa de você  pra completar o seu mundo”
O Senhor me deu esse louvor quando fui arrebatado ao céu. Lá no paraiso, onde Adão e Eva moravam no principio, Ele me disse: “Filho, se a humanidade soubesse como choro e sofro todas as noites por falta de um abraço, eles me dariam mais atenção”. É tremendo o valor que Deus nos dá. Parece heresia, mas Ele mesmo me disse que não destruiu a humanidade quando Adão e Eva pecaram porque a vida Dele não tem sentido sem nós.
Olhando para o relógio o cantor se assusta e diz:
– Querido, preciso ir ao congresso de missões da igreja, vou cantar e ministrar sobre a importância de socorrermos nossos irmãos africanos. Eles estão numa situação muito difícil! Se puder, apareça por lá. O investimento é só de R$ 150,00 e você mergulha na adoração como nunca ninguém mergulhou. Fica com Deus!

Partindo para seu congresso, o cantor viu um homem simples, barba por fazer, cara de poucos amigos. Pensou até que pudesse ser um dos que assaltaram o homem que esteve conversando há pouco, mas percebeu que era um simples membro de sua igreja . Atravessou a rua, como se fosse ver algo do outro lado, e seguiu seu caminho. Porém o simples membro viu o pobre homem que sofreu o assalto jogado na rua, o pegou em seu colo e o colocou sentado na porta de um comércio que estava fechado. Tocou a campainha de uma casa vizinha e pediu que alguém o olhasse enquanto ele buscava o carro para levar aquele homem ao hospital.
Pouco tempo depois, voltou com o carro, o levou a um dos melhores hospitais da cidade,  pagou sua conta e, quando o homem teve alta,  lhe deu um emprego em seu comércio.

O pastor e o cantor poderiam ter feito muito mais, se não tivessem tão ocupados com suas agendas. As igrejas institucionais (templo fisico, CNPJ e etc.) são uma bênção, mas elas não podem sucumbir, por conta de seus compromissos, a compaixão e o amor ao próximo.

É hora de refletirmos no Evangelho que temos praticado!

Facebook: http://www.facebook.com/PregandoaVerdade
Twitter: http://www.twitter.com/pregandoverdade

Anúncios

Um comentário em “A Parábola do Bom Samaritano Moderno

  1. Sobre essa ilustração, o bom negociante (samaritano…rsrsrs), só teve condições de ajudar, pois está sendo ministrado pelo pastor do culto da prosperidade, que ensina a ler as escrituras que nos dão conhecimento de Deus no que se refere as finanças, por isso, ao invés de ser um empresário fracassado, era bem sucedido, e tinha carro e pode pagar o tratamento num dos melhores hospitais da cidade, e olha que isso é muito caro! Quanto ao cantor, esse tem que se converter mesmo!!!

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s