Não Categorizado

Sete fatos que fariam Jesus um fariseu hoje

image

Por Thiago Schadeck

Se tem uma coisa que a geração gospel atual não sabe é diferenciar julgamento e anúncioda verdade. Basta expor os erros doutrinarios de um artista famoso que você ganhará centenas de “não julgueis” e “vai ganhar almas”. Nossa geração é extremamente pragmática e por isso estamos ensinando que se algo da certo na igreja é porque Deus está abençoando.

Imagino Jesus vindo hoje a terra e pregando aos crentes gospel. Com certeza ele seria chamado de fariseu, julgador, endemoninhado, invejoso e outros adjetivos de baixo calão  (digo isso porque vez ou outra minha mãe é homenageada nos comentários)

Quero compartilhar sete passagens que se fossem nos dias atuais, Jesus estaria em maus lençois com os crentes gospel.

Julgou os religiosos, chamando-os de filhos do Diabo  (João 8:44)
Imagine o barulho que daria hoje, se Jesus chegasse ao lider de qualquer uma dessas grandes igrejas que pagam fortunas para estar no rádio e na tevê fazendo propaganda de seus milagres e o chamasse de filho do Diabo. Certamente não teria tempo de chegar até a cruz, seria linchado pelos seguidores irados dos tais apóstolos.
Diriam que é mais um fariseu que não faz nada e só sabe criticar. Seria expulso do templo e “entregue a Satanás”.

Desprezou um jovem rico (Marcos 10:17-22)
Quando o jovem rico chega até Jesus, tinha certeza de que era um bom cumpridor da lei. E realmente era! Jesus, surpreendendo a todos, diz que ele deveria se desfazer de sua riqueza e dar aos pobres. Imagine se hoje, Jesus diz numa dessas igrejas que aquele jovem deveria priorizar os pobres em relação aos dízimos  (que nem são citados na conversa). Fatalmente seria chamado de esquerdista, que só mandou o garoto doar porque o dinheiro não era dele, que estava desprezando um mandamento divino, a saber o dízimo. Jesus seria amaldiçoado por aqueles líderes que o colocariam pra correr e abraçariam o jovem.

Fazia discursos duros e afastava as pessoas  (João 6:60)
Como ele mesmo se declarou, Jesus era o bom pastor (João 10:8), mas não por isso, fazia discursos brandos e que massageassem o ego daqueles que lhe ouviam. De maneira nenhuma deixava de comunicar a Palavra de Deus aos seus seguidores. Quando Pedro tenta convencê-lo de que seu discurso é muito duro e que “sua igreja ficaria sem membros”, Cristo o convida a ir com aqueles que não suportaram a repreensão.
Um dos piores enganos da igreja é pensar que pra atrair as pessoas para Cristo necessário acariciá-las e ter uma pregação água com açúcar. Pra nossa geração gospel, o Evangelho não é suficiente. Ele precisa ser complementado com entretenimento, afinal ninguém é de ferro!
Hoje, esses pastores adoram pregar sobre o amor e a doçura de Deus, mas nunca falam em pecado, arrependimento, inferno e ira de Deus. Isso afasta as pessoas.

Não relacionava bênçãos com riquezas, antes, as condenava (Mateus 6:30-33)
Muito diferente de nossa geração apostólica profética gospel, Jesus nunca associou a bênção de Deus ao dinheiro. Ao contrário, por diversas vezes condenou o acumulo de dinheiro e a busca desenfreada por riquezas. Cristo nunca condenou o dinheiro ou aqueles que o possuíam, mas sim, àqueles que o amavam.
Eu desafio a quem quiser me provar o contrário a me mostrar apenas uma passagem em que Jesus prometa ou incentive a busca por dinheiro e riquezas.

Proibiu a propaganda do Jejum (Mateus 6:16-18)
Existem estatísticas que dizem que pouco mais de 50% dos pastores nunca leram a bíblia toda. Provavelmente uma grande parcela deles leu, mas não prestou atenção no que Jesus disse acerca do jejum. O que deveria ser secreto e discreto, passou a ser alardeado aos quatro cantos. Hoje muitos fazem propaganda de seus jejuns e ainda amaldiçoam quem tenta provar que Deus está ignorando sua abstinência. Já receberam seu galardão.
Se Jesus pregasse contra essa propaganda do jejum hoje, seria chamado de fariseu, alegando que ele não jejua e não tem intimidade com Deus para entender o mundo espiritual.

Foi enérgico com os que faziam comércio no templo (Marcos 10:11-19)
Nos tempos de Jesus já havia mercadores ganhando dinheiro nas costas do povo. Fingiam achar defeito nas ofertas do povo para comprá-las mais barato e revender com alto lucro.
Jesus, quando chega ao templo, vira as mesas e expulsa os comerciantes e diz que a igreja tinha deixado de ser a casa de oração para se tornar um comércio. Se fosse hoje, alegariam que tem de pagar o aluguel, água,  luz, Internet, além do alto salário do pastor – que é bem alto, afinal “no mundo” ele ganharia bem – ou então como somos honrados andando em carros importados e morando em mansões. Jesus seria considerado um fariseu que finge não gostar de dinheiro e teria que ouvir a célebre (e imbecil) frase: “Se não gosta de dinheiro,  da o seu pra mim”

Ordenou a amar e orar pelos inimigos  (Mateus 5:43-48)
Nessa geração “Sabor de Mel” que quer ver os inimigos se rastejando atrás de nós,  enquanto fazemos eles se arrependerem de terem tocado no filho de Deus, dizer para amar os inimigos é quase uma afronta. Acreditamos que a justiça de Deus se manifesta quando somos abençoados e o nosso inimigo jogado na sarjeta.
Jesus seria intitulado de falso pelos líderes das igrejas de hoje como um falso promotor da paz.

Pois bem, algum dos lados está errado. Tenho certeza que Jesus está certo em todas suas afirmações e atitudes. Nos resta então rebermos nossas crenças e conceitos,  para servirmos a Deus da forma que Ele quer e não como “foi revelado” a algum “profeta”.

Que Deus te abençoe!

Facebook: http://www.facebook.com/PregandoaVerdade
Twitter: http://www.twitter.com/pregandoverdade

Anúncios

Um comentário em “Sete fatos que fariam Jesus um fariseu hoje

  1. Muito bom, de fato esse texto realmente relata a verdade que muitos não querem enxergar. Hoje em dias está cheio de pessoas que se dizem cristãos mas não querem viver realmente como Jesus nos ensinou, preferem viver julgando as outras pessoas sem antes olhar para o próprio nariz.

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s