Não Categorizado

Jesus ou o Papai Noel?

image

Por Thiago Schadeck

Chegamos a mais um final de ano e como sempre temos a discussão de se é lícito ao cristão comemorar o natal. Quem condena a comemoração o faz partindo de, pelo menos, três razões: Jesus não nasceu em dezembro, não mandou que ninguém comemorasse o seu aniversário e que o natal era a festa pagã do sol e Constantino utilizou a data para celebrar o aniversário de Cristo e ficar bem com ambos os lados.
Alegamos, com razão, que o Papai Noel se tornou o principal personagem do natal, tomando o lugar de Jesus. Porém não assumimos nossa responsabilidade por isso. Nunca tivemos tantas igrejas, tantos programas gospel de rádio e tevê, tantos blogs, sites e canais no youtube que falam acerca da bíblia, mas pouquíssimos deles falam sobre Cristo como a Bíblia realmente ensina. Na maioria das vezes, Jesus é mesmo um Papai Noel que te presenteia por ser bonzinho.

Abaixo, vou listar alguns exemplos que fazem de Jesus um Papai Noel:

“Semeie nessa terra fértil que você colherá cem vezes mais!”
Para os adeptos dessa teologia demoníaca a semente que Jesus se referia na parábola (Marcos 4:1-9) é o dinheiro, mas se você ler com atenção a explicação dela (Marcos 4:10-20), vai perceber que Jesus não fala sobre dinheiro e sim sobre SALVAÇÃO e que as sementes são a PALAVRA DE DEUS (Marcos 4:14).
Nossa igreja gospel brasileira é expert em transformar textos ao seu bel prazer, apenas para defender o que lhe convém e refutar o que lhe incomoda. Jesus não é um Papai Noel obrigado a me dar presentes porque eu fui bonzinho.

“Quando você dá o dízimo, Deus trata de te abençoar rápido porque não gosta de dever a ninguém.”
Essa eu vou quebrar em duas partes. Na primeira, quero te convidar a uma reflexão: se um amigo te pede um par de sapatos emprestados, dizendo que te devolve em uma semana e cumpre o que disse, você pegaria mais oito pares de sapato e daria a ele de presente? Óbvio que não, ele apenas cumpriu a sua obrigação, devolveu algo que não era dele. Se dizemos que o dízimo é do Senhor, isso não nos implica também uma obrigação em devolvê-lo?
O problema é que a igreja não se baseia na bíblia e sim no que ouvem dos púlpitos. Quem nunca ouviu aquela frase: “Os 10% são de Deus, o restante é seu e você faz o que quiser”? Pois bem, essa é uma frase demoníaca e que nos induz a uma relação de obrigações com Deus. Quando entregamos nossa vida a Ele, tudo o que temos deve glorificá-lo, inclusive nossa vida financeira. A partir da conversão não há mais separação entre minhas coisas e as coisas de Deus, nós passamos a ser mordomos daquilo que Deus nos dá.
Segundo, esse negócio de que Deus é obrigado a te abençoar rápido por conta do dízimo é outra mentira de Satanás. Veja o exemplo de Abraão que em Gênesis 14:18-24 dá o dízimo a Melquizedeque, o sacerdote, e só alcança a promessa de ser pai mais de 15 anos depois. Ai você pode dizer: “mas Abraão ficou rico nesse período”.  Não! Abraão já era muito rico antes disso, basta ler Gênesis 13.
O problema da nossa geração gospel é que como uma prostituta, não quer relacionamento, apenas dinheiro em forma de prazer.

“Venha participar do grande culto de milagres no dia tal. Deus vai agir poderosamente nesse dia”
Quem tem data marcada pra trabalhar é o Papai Noel. Costumamos “controlar”  a agenda de Deus. A Bíblia descreve o Espirito Santo como um vento que sopra onde e quando quer (João 3:8), mas nós queremos fazer dEle um aparelho de ar condicionado, que funciona quando queremos, onde queremos, na temperatura que queremos e apenas com um botão pode ser ligado e desligado.
Jesus não marcava encontro com as pessoas, ele as pegava de surpresa, vide o caso de Zaqueu, ou quando encontrado, esperava o momento certo de agir, como no caso de Lázaro – morto há quatro dias, em outra situação Jesus nem foi até a casa do Centurião, apenas enviou a sua palavra. Diferente do Papai Noel, que todo mundo sabe que entra pela chaminé a meia noite do dia 24/12, Jesus não trabalha sistematicamente, ou seja, ele não segue regras, principalmente as criadas por nós.

“Jesus está aqui para te abençoar”
Quem chega em reunião de pessoas com um saco cheio de presentes nas costas é o Papai Noel e não Jesus. Quando Cristo está no meio da Igreja é para se revelar e ser adorado (leia o Apocalipse, principalmente os capítulos 1 e 2). Estamos trocando a presença de Cristo por presentes terrenos e passageiros. O eterno pelo perecível.
Assim como Esaú, a igreja tem se preocupado mais em saciar a fome com um prato de lentilhas que o com o seu direito de primogenitura. A lentilha mata nossa fome agora, o pão da vida nos alimenta para a eternidade. Buscamos o melhor dessa terra em detrimento do melhor pra alma.

Tem gente pensando que Jesus vai voltar em um trenó, puxado por renas!

Facebook: http://www.facebook.com/PregandoaVerdade
Twitter: http://www.twitter.com/pregandoverdade

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s