Não Categorizado

7 Loucuras de Thalles Roberto

Pegando um gancho no texto  “7 loucuras do Lucinho”, resolvi  escrever um artigo sobre outro famoso “pastor” de jovens, o  polêmico  e vaidoso cantor Thalles Roberto.

Desde sua conversão em 2009, Thalles (que é filho de pastor) passou a se dedicar à música gospel e rapidamente conquistou o coração de milhões de evangélicos no Brasil, se tornando assim um fenômeno de vendas no crescente mercado gospel . Em pouco tempo foi ordenado pastor e se tornou uma das maiores referências para muitos de nossos jovens , passando a fazer parte do seleto grupo do “ungidos intocáveis”  do Brasil. Thalles sabe fazer dinheiro, passou a usar a expressão “Sou dos 3” e a colocou em muitos de seus produtos.  Ele tem sapatos, bíblia com seus comentários e até um energético próprios.

Vamos abordar alguns episódios da meteórica carreira desse rapaz, nascido em Passos/MG:

 

1) Músicas com conteúdo absurdamente anti-bíblicos

Claro que isso não é exclusividade do ex-integrante do J.Quest, mas é de se destacar que a maioria das suas músicas são de uma superficialidade bíblica gritante. Canções que exaltam o homem (mesmo que de maneira intrínseca) e principalmente rebaixam Deus a um ser com sentimentos humanos. Veja por exemplo o trecho de uma de suas músicas, chamada “Filho meu” onde o deus de Thalles se sente humilhado como se precisasse do homem para alguma coisa. Thalles não sabe mas nenhum dos planos do Senhor podem ser frustrados  e o verdadeiro  Deus  não leva porta na cara de ninguém, pois Ele é soberano e reina sobre tudo e sobre todos. É Ele quem abre e fecha as portas de acordo com Sua vontade.

Filho meu
Ta fugindo de mim, é?
Ja tentei, procurei e outra vez
Você me rejeitou, porta na cara doeu

Filho meu
Ta correndo de mim, é?
Ontem eu me lembrei
De uma antiga oração
Que você fez no monte
Lembra filho? Eu chorei!

Eu acho que paguei
Um preço alto demais
Eu tenho tantas coisas
Pra viver com você
Promessas e promessas
Arquivadas te esperando, filho!

Você ta dirigindo cego
Em alta velocidade
Daqui de cima eu vejo
A pancada que vem
Então passa sua vida pro meu
Nome que eu assumo tudo
Tudo, tudo, tudo

Faz o seguinte, oh
Levante a mão agora
E me aceita
Como o seu salvador
Depois me abraça
E a gente vence
Junto essa parada

Sou seu Deus
To cuidando de ti
To cuidando de tudo
Tudo, tudo, tudo

Só uma coisa a dizer: lamentável.

 

2) Eu sou dos 3! (?)

A controvérsia sobre a Trindade é algo combatido ao longo dos séculos em toda a Cristandade. Thalles, sem criar ou inovar coisa alguma, afirma pertencer aos 3 (Pai, Filho e Espírito Santo). O problema é que embora existam 3 pessoas distintas, Deus é um só. Quando falamos por aí que somos dos 3, isso redunda em uma confissão politeísta. Devemos refutar este conceito, pois Deus é um. Vejamos o que dizem dois credos, um do século IV e um do século V:

Creio em um só Deus, Pai todo-poderoso, Criador do céu e da terra, de todas as coisas, visíveis e invisíveis”.  (Credo Niceno)

Ora, a verdadeira fé cristã é esta: que honremos um só Deus na Trindade e a Trindade na unidade. (…) Sem confundir as Pessoas ou dividir a substância. (…)Contudo não são três eternos, mas um só Eterno. (…) Contudo não são três todo-poderosos, mas um só Todo-poderoso. (…) Pois, assim como pela verdade cristã somos obrigados a confessar cada pessoa em particular como sendo Deus e Senhor, assim somos proibidos pela fé cristã de falar de três Deuses ou Senhores”. (Credo Atanasiano)

Se parássemos nestes dois estaria ótimo. Mas após a Reforma, outras confissões de fé foram elaboradas, e todas elas fazem coro com estes dois antigos credos. A Confissão Belga (1561) relata que Deus é um ser único, mas que contém 3 pessoas na sua essência una. Embora:

“Esta distinção não significa que Deus está dividido em três. Pois a Sagrada Escritura nos ensina que cada um destes três, o Pai e o Filho e o Espírito Santo, tem sua própria existência, distinta por seus atributos, de tal maneira, porém, que estas três pessoas são um só Deus”.

Thalles está errado em enumerar as pessoas da Trindade desta forma, pois elas não se somam entre si. Embora haja Pai, Filho e Espírito Santo, a essência não é compartilhada. Como vimos nos credos e confissões. A essência de Deus é una e não pode se dividir. Nenhuma das Confissões acima utiliza-se do plural em referência a Deidade. Todas estão de acordo em manifestar a unidade de Deus. Todas confessam e adoram a um Deus único e verdadeiro. Referir-se a Deus no plural é ferir um de seus atributos, que é a Sua indivisibilidade, e assim cometer blasfêmia.

 

3)Comércio com foco no mercado gospel

Outra  prática comum (apesar que a maioria dos  artistas evangélicos que usam de popularidade e o nome de Jesus para angariar lucro vendemCD’s e camisas), Thalles tem uma gama diferente de produtos. Ele criou um boneco próprio, o Thalleco (risos). É isso mesmo, chega a ser engraçado mas na verdade é muita petulância o sujeito criar um boneco, como se ele fosse um super herói, passa a impressão que Thalles pensa que ele é “o cara” mesmo. E ainda tem sapatos e até mesmo um energético de sua propriedade (isso sem falar na Bíblia com comentários dele, essa parte é melhor pular). “É muita pressão” como ele mesmo gosta de dizer, é tipo um bordão que o identifica, prática comum no marketing.

Thalleco

 

4) Thalles manda o filho bater nos colegas de escola

É nítida a diferença entre a teoria e a prática, no início ele fala coisas espirituais (amar o próximo e orar com o filho) mas depois revela que esse negócio de  amor ao próximo e perdão passam bem longe. Primeiro ensina versículos bíblicos, depois diz para o filho não levar desaforo pra casa e revidar os colegas, e se chegar pro pai se queixando ainda apanha de novo.

Imagina a confusão na cabeça do garoto! Veja o vídeo.

 

5) É viciado em mastigar tampinhas de garrafa

O que será que passa na cabeça desse rapaz? Muitos dirão: “ah mas todo mundo tem suas manias”,  eu concordo, agora se o Thalles tem o hábito de roer tampinhas de garrafa Pet, qual a necessidade de contar isso? E o pior, ele faz questão de exibir essa mania em rede nacional, poderia estar falando tantas coisas mais úteis, mas prefere bancar o bobo da corte. Não duvidarei se ouvir “testemunho” de fãs que começaram a roer tampinhas também.

 

6)Salmos foi escrito pelo Apóstolo Paulo

Thalles gosta de postar pequenos vídeos nas redes sociais diariamente, quase sempre trazendo palavras de auto-ajuda e de confissão positiva aos fãs. Chavões como “Deus vai te dar a vitória”, “Receba uma palavra de benção hoje” ou “Jesus te ama e não desiste de você” são bem comum em suas mensagens. Podemos ver que o conhecimento bíblico dele é muito raso. E é aí que mora o problema: pessoas que tem multidões de seguidores, seus ensinamentos são tidos como verdade, a aparência de suas mensagens soa como algo vindo de Deus, mas na verdade são palavras oriundas de um evangelho modernizado, superficial e infantil. Deixo como exemplo o vídeo em que ele cita uma passagem do livro de Salmos e afirma que foi escrita por Paulo. Claro que isso é irrelevante perto do contexto geral, mas mostra os perigos de se colocar pessoas despreparadas para anunciar o nome de Jesus.

 

7) Thalles se julga acima da média e anuncia saída da música góspel

Quanta humildade! No dia da morte do cantor Cristiano Araújo, Thalles se sentiu na obrigação de se manifestar a respeito (mesmo não conhecendo Araújo pessoalmente) pois ele “tem mais de 3 milhões de seguidores nas redes sociais e não podia deixar de dar um palavra” (palavras dele). Depois, durante uma apresentação na Conferência Global 2015 realizada pela Comunidade das Nações, Thalles soltou uma pérola. O cantor tentava dizer que teve um novo chamado de Deus para deixar de se apresentar em igrejas e fazer mais eventos seculares. Mas a forma como ele descreveu esse “chamado” gerou muita revolta nos evangélicos que estavam no evento e as críticas feitas na página da igreja foram tantas que a denominação retirou a foto do artista de seu mural no Facebook.

Você está acima da média porque você está no meio de gente fraca”, disse o cantor como se fosse Deus quem estivesse dizendo para ele. “Quero ver você estar acima da média lá fora”, teria dito o Senhor dando nomes de cantores como Ben Harper e Usher.

Outra frase dita pelo cantor era que cantar no meio gospel “era bater em bêbado”, que “música gospel é tudo igual” e que “qualquer um escreve e faz”. Thalles contou uma história de que um pastor teria comparado a música com a Palavra dizendo que você consegue se lembrar muito mais das canções que ouve do que as pregações.

Thalles acredita que cantar é melhor que pregar e por isso ele vai sair das portas da igreja para cantar em eventos seculares. “Se eu não puder ser tudo o que Deus mandou eu ser que propósito é esse?”, disse.

O cantor afirmou que Deus disse que ele já fez no meio gospel tudo o que ele tinha para fazer e que só ele, Thalles, faz [música] do jeito que ele faz. Para respeitar esse chamado, o cantor se prepara para lançar um CD que não tem os evangélicos como público alvo.

Na página da Comunidade das Nações os fiéis diziam que estavam envergonhados por ouvir tanta bobagem de um artista gospel. Alguns disseram que se sentiram humilhados como cristãos e principalmente como igreja. Como dissemos acima, a igreja retirou a foto do ar e as críticas desapareceram.

 

O objetivo desse artigo não é denegrir a imagem de Thalles Roberto (isso ele mesmo se encarrega de fazer), nem afrontar seus seguidores, mas precisamos ser claros e verdadeiros com a palavra de Deus, o Evangelho não é brincadeira e nem comércio. É preciso buscar discernimento através do estudo das escrituras para que a mentira com aparência de verdade pare de ganhar espaço em nosso meio. Oremos para que Thalles e aqueles que o tem com pastor, tenham seu entendimento iluminado pelo Espírito Santo e que cheguem ao conhecimento da verdade, do Evangelho genuíno de nosso Senhor Jesus. Amém?

Deus nos abençoe!

Em Cristo;

Renato Santiago.

 

Anúncios

2 comentários em “7 Loucuras de Thalles Roberto

  1. Boa tarde meu irmão, vejo que se a letra da canção não te causou nenhum descontentamento com o autor, se torna inútil qualquer argumentação bíblica sobre o assunto, e a pergunta: “Quantas vezes você se ajoelhou e clamor pela vida dele e te tantos outros que “mancham” o evangelho?” mostra que seus argumentos ainda são baseados em clichês evangélicos, espero que se atente para o estudo das escrituras e passe a defender o Evangelho de Cristo e não o envãogelho das estrelas góspel. Abraço!

    Curtir

  2. Concordo que Thalles Roberto vacila muitas vezes, e por esses vacilos me pergunto se ele não tem pastor.
    Porém, o post é mais anti-biblico que toda as loucuras feitas pelo cantor.

    Denegrir a imagem de alguém além de crime é pecado. Sinceramente, a “loucura” 1 não entendi. Acredito que Deus não precise da gente, porém ele nos ama e não foi atoa que mandou seu filho para nos salvar, ou seja sofrer em nosso lugar, pelos nossos pecados. Sendo assim, acredito viemente que Deus fica triste quando o negamos.

    E a número 5, não vi loucura nenhuma. O que tem ele mastigar tampa de refri? Isso não faz dele apóstata e nem falso profeta.

    Só uma pergunta. Quantas vezes você se ajoelhou e clamor pela vida dele e te tantos outros que “mancham” o evangelho?

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s