Não Categorizado

Você tem um PASTOR DILMA?

image

Por Thiago Schadeck

Hoje aconteceu o tão debatido impeachment da presidente Dilma Rousseff. Vários fatores contribuíram para uma revolta popular e levaram as pessoas às ruas. Não quero aqui entrar no mérito desses fatores e nem fazer juízo sobre sua “legalidade”, quero apenas te convidar a refletir em sua igreja, seu pastor tem cometido os mesmos erros da, agora, presidente afastada.

Redução do PIB:
PIB é a abreviação de Produto Interno Bruto, que simplificadamente é o resultado de toda riqueza produzida por um país em um determinado período. Por exemplo, um país que tem uma indústria forte e que produz muito, gerando mais empregos terá um PIB melhor que um outro que pouco produza, isso porque dará aos seus cidadãos um poder de compra maior e assim mais possibilidades de “melhorar de vida”. O exemplo mais claro e prático disso foi o Brasil de 2004 a 2012, que o incentivo ao consumo ganhou força, além do crédito facilitado.
Isto posto, imagine agora como isso funcionaria em uma igreja. Por lei ela não pode ter fins lucrativos, ou seja, não deve gerar riquezas. Como se trata de um assunto espiritual, essa riqueza deve ser encarada de outro ângulo. Ela gera riquezas quando expande e sinaliza o Reino de Deus entre os homens. O maior bem que uma igreja pode gerar é um membro bem discipulado, que conhece e maneja bem a Bíblia, que sabe,de verdade, quem é o seu Deus e como relacionar-se com Ele. Esse é um dos maiores erros que os pastores cometem em comum com a Dilma. Muitos deles vêem a igreja ruindo sem conhecimento e nada faz para mudar a situação. Não o fazem porque é cômodo! Assim não tem trabalho de ensinar, ajudar e muito menos produzir. É mais fácil enganar pessoas intelectual ou biblicamente limitadas.

Corrupção:
Infelizmente há hoje uma quantidade considerável de pastores que ou se corrompem ou nada fazem para combater a corrupção que corre solta bem debaixo de seus narizes. Se você conhece o mínimo dos bastidores de uma igreja, sabe exatamente do que estou falando. Muitas igrejas tem conselhos que mais parecem partidos políticos querendo tomar o poder a qualquer custo e os pastores se omitem. Sabem que há pessoas fazendo de tudo para tirar vantagem às custas da igreja e agem como se nada estivesse ocorrendo. Isso quando o pastor não é o comandante da rebelião para derrubar o grupo oponente ou quando não contrata um pregador prometendo-lhe parte da oferta arrecadada, independente da forma que isso seja feito. Já vi pastores combinando com o pregador de ele entregar o relógio no momento de arrecadação da oferta para incentivar os fiéis, mas ao final do culto, nos bastidores, quando a oferta é dividida, o relógio volta para o pulso do pregador. Isso sem contar as notas de gastos com o valor um pouco mais alto, compras particulares e reembolsadas pela igreja, uso de pertences da igreja para fins pessoais e etc.
Agradeço a Deus por, apesar de ser uma quande quantidade, esses pastores serem exceção.

Inflação:
Ta aí uma coisa que tem incomodado muito o povo, a tal da inflação. Ela faz nosso dinheiro valer cada vez menos. Cada vez que vamos ao supermercado pagamos mais caro por menos coisas. Saímos com carrinhos e bolsos mais vazios.
Mas não pense que a inflação não chegou à igreja, porque ela chegou e forte! Preste atenção nos pedidos de ofertas, principalmente das igrejas da mídia, são cada vez maiores, aumentam exponencialmente. Se há algum tempo a oferta era voluntária e sem um valor mínimo preestabelecido, hoje ela é, em muitas igrejas, obrigatória e com um piso. Esse valor é revisado periodicamente e reajustado, de acordo com as necessidades da igreja. Já há na tevê uma igreja pedindo dízimo dobrado para que o fiel alcance dupla honra. Assim como a inflação, isso é dinheiro jogado fora.

Pedaladas:
O motivo maior do pedido de afastamento da Dilma. A pedalada é um emprestimo para pagar uma divida. Resumindo, é fazer dívida para pagar outras dúvidas, sabendo que no final não conseguirá pagar nem um e nem outro.
Muitos pastores são formados de qualquer jeito e não tem nenhum preparo para gerir a parte “burocrática” da igreja. Não sabem administrar nem o seu salário, quanto mais o dinheiro de uma igreja. Por isso atolam a igreja em dívidas e jogam a responsabilidade nas costas dos membros. Isso acontece muito com igrejas que estão na midia, ou você nunca ouviu um pastor falando: “precisamos pagar essa programação e não temos dinheiro, nos ajude a não sairmos do ar”?
Isso é uma pedalada na igreja. O cidadão sabe que sua igreja não tem condições de bancar o programa, mas ainda assim insiste em mantê-lo. Já vi casos de pastores que ficam implorando a ajuda das pessoas para pagar a rádio, mas estão com o seu carro que vale mais que quatro ou cinco meses de programas estacionado na porta. Afundam a igreja em dividas, mas não abrem mão de sua vida nababesca, cercada de luxo.

Incapacidade:
As atitudes de Dilma e o resultado da política econômica brasileira mostram a sua total incapacidade em gerir o país. Mesmo percebendo que o Brasil se afundaria em uma das maiores crises financeiras dos últimos anos, ela nada fez e, como o violonista do Titanic, continuou tocando vendo o barco afundar. Lamentevelmente, tem muitos, mas muitos pastores incapazes de estar à frente de uma igreja. Isso acontece por diversos motivos: incapacidade intelectual, administrativa, moral, conhecimento bíblico raso, pessoal, familiar, dentr outros.
Tem pastores que não conseguem administrar nem a sua própria vida, devem para um monte de gente, tem o casamento arruinado, são mentirosos, gananciosos, fazem tudo o que é errado, mas querem estar “à frente da obra” porque isso lhe traz status.

Se você identificou alguma dessas qualidades no seu pastor, sugiro que converse com ele, não apontando os erros, mas mostrando que algo foge ao controle e que precisa ser mudado. Além disso, proponha ajudá-lo a corrigir e, se necessário, peça auxilio de alguém que domine aquela área deficiente. A igreja necessita de pessoas dispostas a mudar o quadro atual, que arregacem as mangas e saim à luta!

Se acha que esse texto é uma grande bobagem e que não posso julgar os pastores desse forma, te aconselho a ler os escritos de Paulo a Timóteo e a Tito, lá ele deixa bem evidente quais são os requisitos mínimos para alguém ser pastor.

Que Deus abençoe nosso país e desperte a sua igreja do sono profundo da indiferença!

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s