VOTE NOS MELHORES DO GOSPEL!

Por Thiago Schadeck

Sei que o título desse texto atraiu sua atenção. Provavelmente você já entrou esperando encontrar seu artista favorito na disputa e, claro, votar nele.

Não te soa estranho esse negócio de MELHOR DO GOSPEL? Se, de fato, os artistas cristãos tem um ministério, não deveria haver o melhor e não tão bom, mas cada um cumprindo aquilo que entende como seu chamado por Deus. Paulo foi um grande apóstolo, porém não podemos dizer que ele foi melhor que o diácono Estevão. Seus ministérios tiveram alcances diferetes, mas cada um cumpriu seu propósito determinado por Deus.

A indústria do Gospel virou um monstro que engole seus artistas sem dó e nem piedade. Segundo pesquisas, o gospel é, junto com o sertanejo, o segmento mais lucrativo da música brasileira.

Cantores que começaram suas carreiras como verdadeiros adoradores se perderam ao longo do caminho e se venderam às grandes gravadoras. Elas tem o alcance que os artistas precisam para dar a exposição necessária para se tornar conhecidos. Além disso, abrem muitas portas nos programas de televisão, o que torna o artista conhecido também fora da igreja. Que maravilhoso poder fazer sucesso e ver sua música sendo cantada pelos não crentes.

Sabe qual o preço que essa fama cobra? Músicas cada vez mais rasas, com menos base bíblica e que agradem os ouvintes sedentos por terem seus egos afagados. Dificilmente se adora, de fato, a Deus nessas músicas. Repare que tem mais pronomes pessoais (eu, meu, mim) que referências a Deus em suas letras. Não se fala sobre a grandeza de Deus para nos livrar da condenação do pecado, mas do seu poder para esmagar os inimigos. Acabaram com esse negócio de se entregara a Deus, agora é Deus que me dá. Como nossa ganância é insaciável, nunca ficamos satisfeitos com as bençãos que recebemos dEle.

É provável que você não conheça Luiz de Carvalho, Grupo Logos, Vencedores por Cristo, Feliciano Amaral, Grupo Prisma Brasil entre outros. Eles não foram popstars, mas deixaram um grande legado na música cristã brasileira. Não tiveram a produção musical e os instrumentos de primeira qualidade que temos hoje, mas tem letras que nos levam às lágrimas pela profundidade.

Não se assuste se um dia ouvir os crentes cantando:

“Então minha alma, canta a mim senhor, grandioso eu sou, grandioso eu sou”

Ou então:

“E que diminua Deus, pra que eu seja senhor, mais e mais”

Reflita se o que temos ouvido e cantado em nossos cultos realmente adora a Deus é apenas uma massagem ao nosso ego, travestido de louvor.

Deus te abençoe!

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.