O Cristão e a TATUAGEM

Crente cristão evangélico pode fazer tatuagem?

Há alguns dias postei na página do blog no Facebook falando acerca dos que criticam os cristãos que fazem tatuagem, alegando que o corpo é o templo do Espírito – e de fato é, mas que padecem de doenças por conta de sedentarismo, má alimentação, falta de exercícios e etc. Fui xingado por alguns, outros elogiaram, um tanto deixou de seguir a página e uma moça me questionou sobre a permissão bíblica para fazer a tatuagem. Decidi escrever esse texto para, além de expor meu ponto de vista, tentar sanar algumas dúvidas que alguém tenha.

Antes de qualquer coisa, deixo claro que não tenho e nem pretendo fazer tatuagem. Não porque não goste ou tenha algum preconceito, mas porque sei que enjoaria rapidamente e com certeza me arrependeria. Isto posto, vamos ao que interessa:

A bíblia proíbe as tatuagens?

É comum interpretarem Levítico 19: 28 que diz: “Pelos mortos não ferireis a vossa carne; nem fareis marca nenhuma sobre vós. Eu sou o Senhor” como uma proibição expressa de que quem serve a Deus não deveria se tatuar. O que esquecem, como sempre, é de buscar o contexto histórico daquele mandamento. No versículo em questão, a ordem era que o povo de Israel não imitasse aos povos pagãos, que faziam marcas em seus corpos em homenagem aos deuses pagãos. Em resumo, eles não deveriam fazer marcas em seus corpos em homenagens a esses deuses, porque isso seria adoração a um falso deus.

Há quem diga que não possa fazer tatuagens porque era um costume pagão. Mas você sabia que muitas coisas que fazemos hoje também tem origens pagãs? Por exemplo: festas e bolos de aniversário, buquê de noiva, nos programas gospel de rádio e televisão é comum o pastor mandar colocar o copo d’água sobre o aparelho para receber oração, isso também tem origem pagã! Se quiser a explicação sobre isso, no final do texto tem o link do texto “O cristão deve comemorar o Natal” em que detalhamos cada um desses exemplos.

Se a tatuagem não é proibida, ta liberada?

Então, também não é bem assim. Apesar de a tatuagem não ser proibida, biblicamente falando, ela é algo muito sério e algumas coisas precisam ser levadas em consideração antes de sair rabiscando o corpo. Existem ainda algumas profissões em que as tatuagens são mau vistas e pode haver prejuízo profissional, caso faça uma tatatuagem

Por que você quer fazer a tatuagem?

Principalmente no final da adolescência, quando nos achamos donos de nossos narizes, queremos fazer o que der na telha. Muitas vezes por influência de amigos, o desejo de fazer aquele desenho bacana no corpo aflora. Nessa hora a razão tem que falar mais alto que o desejo.

Se a ideia de se tatuar for apenas para se enturmar em algum grupo, desafiar os pais ou a igreja, estar na moda ou ser descolado, desista! Você irá se arrepender em pouco tempo e, pode ter certeza, é mais caro e dolorido para retirar que para fazer a tatuagem.

Cuidado para não se arrepender!

O que tem de gente que fez tatuagem no impulso, sem pensar no significado ou se realmente valia a pena não está no gibi. Pessoas que tinham pouquíssimo tempo de namoro e, no auge da paixão, tatuou o nome do(a) namorado(a), que fizeram desenhos da moda e essa moda passou, que fizeram tatuagens em lugares do corpo que podem prejudicar profissionalmente. Ainda existe um preconceito com relação às tatuagens e quem trabalha utilizando sua imagem (vendedor, atendente, caixa e etc.) pode se prejudicar se fizer uma tatuagem no rosto, por exemplo.

Seus pais são contra as tatuagens?

Quem mora com os pais e esses são contra as tatuagens, tem duas opções: respeitar a posição dos pais e não fazer a tatuagem ou sair da casa deles, pagar suas próprias contas e fazer a tatuagem. Quem mora com os pais, está debaixo da autoridade deles e tem obrigação de respeitar a posição deles, independente da idade. Da porta para dentro são eles que mandam, goste você ou não.

Na sua igreja a tatuagem é proibida?

Então você deve respeitar. Se ainda assim você decidir fazer a tatuagem, seja adulto e chame seu pastor para uma conversa. Explique sua vontade, seu posicionamento e informe que mesmo sendo contra as “regras” da igreja, você irá se tatuar. Nesse caso, pode ser que haja algum tipo de penalização e ser afastado dos trabalhos.

Nesse caso vale a pena pesar se vale a pena fazer a tatuagem e continuar na igreja, apesar das punições ou se muda para uma igreja que não veja a tatuagem como um pecado.

Resumindo:

Embora a bíblia não proíba expressamente as tatuagens, ela é algo extremamente séria para ser feita por impulso ou rebeldia, para mostrar que não nos submetemos ninguém.

Portanto, se você pensa em fazer uma tatuagem, avalie muito bem se realmente vale a pena, tanto pelo fato de ser algo pra sempre, quanto pela “briga” que talvez você tenha que comprar.

Ore, peça discernimento a Deus e depois faça ou não a sua tatuagem.