O profeta Jonas e a sombra da aboboreira

Por Odilar Júnior Há momentos na vida que aparecem várias propostas e ofertas tão tentadoras, tão deslumbrantes que as pessoas acabam sendo seduzidas e fazem de tudo tirar proveito. Isso gera nelas sentimentos ruins, ganância ou mesmo insatisfação. Por muitas vezes, acabam se descontrolando e por não medirem a consequência de seus atos, acabam insatisfeitas … Continuar lendo O profeta Jonas e a sombra da aboboreira

Avalie isto:

O Jesus da Páscoa

Por Thiago Schadeck, Estamos nos aproximando da páscoa e consequentemente volta à baila o assunto da morte e ressurreição de Cristo. É a oportunidade de anunciarmos ao mundo que Cristo, nosso Salvador, se entregou por nós, morreu na cruz do Calvário e , vertendo seu sangue puro, nos salvou. O problema é que muitos crentes, … Continuar lendo O Jesus da Páscoa

Avalie isto:

Mitos Evangélicos

por Renato Santiago (@renatosantyago) Uma frase muito famosa se enquadra nesse pequeno artigo que escrevo: “Uma mentira dita muitas vezes acaba se tornando uma verdade”. Isso é claro também se aplica ao contexto do Evangelho, visto que desde o Éden o inimigo tenta distorcer a palavra de Deus e implantar sua própria verdade (Gn 3: … Continuar lendo Mitos Evangélicos

Avalie isto:

A INJUSTIÇA NOSSA DE CADA DIA

Por Renato Santiago Paz de Cristo a todos! É com o coração angustiado que escrevo este texto. Uma das coisas que mais me causam tristeza é a injustiça, seja ela na área que for. O mundo é injusto, o Brasil é um país injusto, a ‘justiça social” tão prometida por políticos gananciosos nos discursos em … Continuar lendo A INJUSTIÇA NOSSA DE CADA DIA

Avalie isto:

Os Cristãos e o filme Noé

  Por Thiago Schadeck   Nos últimos dias os cristãos tem invadido as salas de cinema para assistir o badalado e comentado filme “Noé”. Como os produtores previam, o filme fez muito sucesso e está em destaque absoluto nas redes sociais. Isso se deve ao fato de muitos crentes terem ido ao cinema esperando uma … Continuar lendo Os Cristãos e o filme Noé

Avalie isto:

A Âncora da Alma

Quando sopram os ventos da adversidade, poucas coisas dão mais conforto do que ter uma âncora segura e firme para evitar que o barco da nossa vida seja despedaçado pelas ondas. Li certa vez uma anedota sobre um escoteiro do mar que estava passando por um exame oral. Quando o guia perguntou o que ele … Continuar lendo A Âncora da Alma

Avalie isto:

Orgulho e o coração humano

Por Renato Santiago Significado da palavra orgulho:  s.m. Elevado conceito que alguém faz de si próprio. / Amor-próprio exagerado. / Brio. / Altivez, soberba. / Ufania.   http://www.dicionariodoaurelio.com/Orgulho.html Assim como todos os pecados que habitam no âmago da natureza humana, o orgulho também passou a fazer parte de nosso ser a partir da queda no Éden. … Continuar lendo Orgulho e o coração humano

Avalie isto:

Uma igreja de sucesso

Por Thiago Schadeck Uma igreja de sucesso é aquela que a liderança não tem medo de perder o lugar, ao contrario, na medida do possível capacitam e preparam sucessores. Na igreja de sucesso, todos os líderes são servos e exercem a liderança fazendo com que Cristo sempre seja glorificado em seu ministério. Nessa igreja, os … Continuar lendo Uma igreja de sucesso

Avalie isto:

Por que amo a Deus

Por Thiago Schadeck Quem já teve um encontro real com Deus, pode dizer que já provou de um amor inexplicável e isso reflete na correspondência desse amor a Deus. Quando temos esse encontro, fatalmente somos impactados por esse amor e queremos, de alguma forma, retribuir. Como bom calvinista, acredito que Deus escolheu os seus, utilizando-se … Continuar lendo Por que amo a Deus

Avalie isto:

Aprendendo com a história de Lázaro

Por Thiago Schadeck

A Paz do Senhor Jesus!

Hoje quero compartilhar com vocês um assunto bem conhecido nos arraiais evangélicos, porém nas muitas vezem em que ouvi pregações sobre este tema percebi um lado meio triunfalista e um Jesus mordomo em alguns momentos. Tentarei expor minha opinião e já deixo bem claro que não sou o dono da verdade.

Meditemos então em alguns versículos, mas é muito importante que você medite em João 11:1-57 e analise se estou falando alguma bobagem.

Mandaram-lhe, pois, suas irmãs dizer: Senhor, eis que está enfermo aquele que tu amas. (João 11:3)

Primeiro passo que Marta e Maria, as irmãs de Lazaro deram foi o de chamar ao Senhor Jesus. Muitas vezes ao vermos quem amamos sofrendo, nossa atitude é de combater com nossas forças, buscamos amuletos (lenços, óleos de Israel e etc.), levamos as fotos para o Pastor orar, mas chamar a Jesus mesmo que é bom, nada!

Outro ponto muito interessante é que elas mandam avisar que aquele a quem Jesus ama está doente. Elas sabiam reconhecer que Cristo os amava, sabiam que Cristo era poderoso para vir e curar seu irmão por um simples motivo: o AMOR!

E Jesus, ouvindo isto, disse: Esta enfermidade não é para morte, mas para glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por ela. (João 11:4)

Jesus sabia o que aconteceria nos próximos dias e por isso afirmou categoricamente que Lazaro não morreria e que ELE, Jesus, seria glorificado através deste “incidente”. Quantas vezes questionamos a Deus o por que de um revés em nossas vidas, em vez de perguntar como Ele será glorificado através de nossas vidas. Nem toda doença vem do diabo, nem todos os problemas que enfrentamos é o diabo tentando acabar conosco. Muitos desses problemas tem a mão de Deus, para Ele nos mostrar  e nós mostrarmos ao mundo que o Deus a quem servimos é Todo Poderoso!

Então Jesus disse-lhes claramente: Lázaro está morto; (João 11:14)

Ninguém disse a Jesus sobre a morte de Lazaro, mas ele com a sua onisciência já tinha tudo planejado de como faria para que o nome do Pai fosse glorificado. Devemos ter essa confiança, de que antes de abrirmos nossa boca, Jesus já sabe o que precisamos e como e quando agirá.

Chegando, pois, Jesus, achou que já havia quatro dias que estava na sepultura. (João 11:17)

Quando Jesus voltou a Judéia, Lazaro já havia morrido há quatro dias, o corpo já estava se decompondo e cheirando mal, mas Jesus não quis saber do que estava acontecendo, pois ele não olha para as circunstâncias. O que para nós é impossível, para o Senhor é questão de uma palavra. Ele sabe a hora certa de agir para que ELE seja glorificado.

Disse, pois, Marta a Jesus: Senhor, se tu estivesses aqui, meu irmão não teria morrido.  (João 11:21)

Marta parece deixar a sua incredulidade prevalecer, não acreditando que Jesus pudesse ressuscitar seu irmão, mas ele só poderia tê-lo curado em vida. Mal sabia ela que o Senhor tem poder tanto para curar, ressuscitar dos mortos  ou simplesmente deixar morto, se assim for a vontade dele!

Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá (João 11:25)

Aqui Jesus revela sua divindade a Marta. Quando diz que ele era a ressurreição, declarava aos Judeus que era Deus, pois a eles o poder de ressuscitar um morto era do Todo Poderoso. Neste versiculo há alguns pontos que podem ser ressaltados, quem sabe vire um post a diante, mas nesse quero ressaltar que Jesus prova aos judeus que ele é sim o Cristo, enviado e igual ao Pai.

Jesus chorou (João 11:35)

Nesse versículo Jesus mostra sua humanidade. Jesus enquanto caminhou nessa terra, foi um homem que se importou com os problemas e as mazelas do povo de tal forma que várias das curas operadas por ele foram por compaixão. Jesus foi um homem que se revelou amoroso em todo o tempo que esteve aqui na terra. Jesus considerava Lazaro como um amigo. Que privilégio!

Disse Jesus: Tirai a pedra (João 11:39)

Quando Jesus manda tirar a pedra, podemos destacar dois pontos que acredito ser a chave, vejamos:

Deus não faz aquilo que é nossa parte. Todo milagre necessita de um esforço de nossa parte, pois se não tomarmos uma atitude e ir em direção a Deus, Ele nada fará por nós.

Muitos de nós tem “pedras” que tem nos trancado mortos dentro de um sepulcro, essas pedras podem ser: incredulidade, idolatria, mágoas, falta de perdão, passado mal resolvido, pecados e outras coisas que jogam no sepulcro muitos ministérios, dons, talentos, projetos e outras coisas que o Senhor nos deu para usarmos em favor do Reino.

Clamou com grande voz: Lázaro, sai para fora. (João 11:43)

Quando tiramos as pedras de nossas vidas, podemos ouvir a voz de Cristo nos chamando para uma vida nova, fora daquele lugar de morte, onde sonhos são enterrados. Jesus mostra que mesmo quando pensamos que é o fim, ele vem e muda a história, mesmo que nosso ministério esteja morto há tempos ele pode vir e mudar todo o rumo e nos trazer para provar coisas novas ao seu lado.

Minha oração é que nós arranquemos as pedras que impedem nosso crescimento espiritual, deixando que Cristo nos leve mais longe, que nessa nova vida possamos ter muito mais dele em nós que o nosso eu. Como João Batista disse: Que Ele cresça e eu diminua!

Que Deus te abençoe muito, espero que você tenha sido muito edificado(a).

Por favor deixe sua opinião (ainda que contrária). Ela é importante! Continuar lendo Aprendendo com a história de Lázaro

Avalie isto: