A PRIMEIRA PROMESSA DE JESUS AO APÓSTOLO PAULO

Promessas de Jesus, são paulo, aposto dos gentios

O apóstolo Paulo, até então Saulo, era um ferrenho perseguidor da Igreja, porém um dia ele teve um encontro pessoal com Jesus, na estrada à caminho de Damasco, quando teve sua vida transformada e se transformou em um dos maiores nomes do Cristianismo.

Entre esse encontro, que o deixou cego, e ele entender o que estava acontecendo e se entregar de vez ao Senhor, Paulo recebeu uma promessa de Jesus que não falhou um dia sequer em sua vida: o sofrimento!

“Pois eu mesmo vou mostrar a ele quanto deve sofrer pelo meu nome.” (Atos 9:16)

Se engana quem pensa que Jesus fez Paulo sofrer por uma vingança ao que ele já havia feito com os Cristãos, como se essa fosse uma forma de Deus puni-lo por suas atitudes pré-conversão. Pelo contrário, Jesus disse que Paulo era um “vaso escolhido para levar o seu nome aos gentios, reis e filhos de Israel” (Atos 9:15), portanto ele era alguém por quem Jesus tinha planos e uma missão.

É interessante observar que Paulo não reclamou dos seus sofrimentos, ao contrário, ele sabia que Deus também trabalhava através deles. Ele sabia ter abundância, mas também a padecer necessidades (Filipenses 4:12-13), que trazia no corpo as marcas de Cristo (Gálatas 6:16) e antes de morrer, decaptado, foi enfático ao dizer que combateu o bom combate, completou a carreira e guardou a fé (2 Timóteo 4:7).

Paulo entendeu que os sofrimentos trazem a certeza que Jesus está conosco todos os dias, o que gera a fé. Ele foi o que mais tempo passou preso e mais apanhou por conta de seu ensino, recebeu perseguição daqueles que antes o bajulavam, foi traído por companheiros de jornada e passou por maus bocados e ainda assim se manteve firme.

Os sofrimentos forjaram o caráter de Cristo no apóstolo Paulo. Por que seria diferente conosco?

O amor de muitos se esfriará

image

Por Thiago Schadeck

Como Jesus havia profetizado há dois mil anos, o amor de muitos tem se esfriado (Mateus 24:12). Mas o pior de tudo nessa história é que o amor dos que se dizem cristãos está esfriando, pessoas que deveriam ser o exemplo de amor, tem se tornado exemplo de indiferença. Sem qualquer sentimento pela dor do próximo, sem nenhum remorso em compartilhar ofensas à outras pessoas.
Ainda não consigo entender como alguns que se dizem cristãos pensarem que bandido bom é bandido morto. Por essa pseudo – justiça nós também deveríamos ser condenados, afinal não fomos nós que pagamos pelos nossos pecados e sim Cristo, na cruz do Calvário.
Não entra em minha cabeça os cristãos defendendo o aborto, mas esses eu até sei por que tem tal posição, eles não lêem a Bíblia. Se lessem saberiam que quando Maria, mãe de Jesus, foi visitar sua prima Isabel, os bebês se mexeram dentro de seus úteros. A vida não começa no nascimento e sim na concepção. Entendamos isso como Ana, mãe do profeta Samuel, cantou em 1 Samuel 2: “O Senhor que faz nascer e faz descer à sepultura”.
Não entendo como os tais cristãos compartilham, sem qualquer peso na consciência, vídeos de polícia matando bandido, de acidentes terriveis e, como aconteceu ontem, supostas fotos e vídeos do resgate do cantor Cristiano Araújo, que infelizmente faleceu.
Crentes que conseguem filmar em seus celulares as piores tragédias sem tremer. Filmam suicídios e espalham rapidamente pelas redes sociais, sem se preocupar com a família dessas pessoas.
Cristãos que não se informam se a noticia que estão compartilhando em seu Facebook é, de fato, verdadeira e fazem um linchamento moral, acabando com a reputação da pessoa.

É,  parece que o amor das pessoas do mundo já esfriou há tempos e o da igreja toma o mesmo rumo destruidor.
Creio que isso aconteça por culpa nossa, de nossa liderança que prefere nos trazer mensagens de autoajuda em vez do alimento sólido, que perde horas com revistinhas que ensinam a visão da igreja e mal ensinam a Bíblia. Que nos induzem a cultos com três horas de louvor e quinze minutos, quando muito, de pregação  (com direito a contar uma historinha no meio).

Talvez seja a hora de voltarmos aos pilares da Reforma: Sola Gratia, Sola Scriptura, Sola Fide, Solo Christus, Soli Deo Gloria.

Resumindo: Apenas pela Graça de Deus temos a revelação da Palavra de Deus através das Escrituras que nos desperta a verdadeira e que nos trás a consciência que somente em Cristo alcançamos a salvação para a Glória exclusiva de Deus.

Vivamos de o amor verdadeiro e que Cristo seja visto através de nossas atitudes. Que através dos cristãos as pessoas tenham desejo em saber quem é esse Deus que nós servimos.

Publicado do WordPress para Android

Templo de Salomão – Uma afronta a Deus

image

Por Thiago Schadeck

O dia 31 de julho de 2014 pode ficar marcado na história como o dia da celebração da maior apostasia da história. O “bispo” da “Igreja” Universal, Edir Macedo irá inaugurar a réplica do templo de Salomão.
É isso mesmo, construíram o templo de Jerusalém aqui no Brasil, em São Paulo, no bairro do Brás.
Esse templo é uma afronta a Deus por vários motivos, entre eles o que Deus não mandou construí-lo, ele surgiu de uma influência demoníaca em um coração ganancioso e megalomaníaco. Sei que vão dizer que estou errado, então vou dar bases bíblicas e quem quiser que aceite.

Em Marcos 13:12 Jesus decretou a destruição do templo, logo não era mais da vontade de Deus que aquele templo existisse.

Quando Jesus morreu, o véu do templo se rasgou de alto a baixo, acabando com o santo dos santos e a presença de Deus ficou acessível a todos (Mateus 27:51)

E Jesus disse com todas as letras que não era necessário ir ao templo para adorar a Deus, mas que deveriamos ser verdadeiros adoradores. (João 4:23-24)

O dinheiro que foi gasto pra fazer essa blasfêmia daria pra ter feito muito pelo evangelho, se a Universal fosse uma igreja evangélica. Mas o que esperar de uma “igeja” que tem um canal de TV e não prega o evangelho, mas usa o espaço pra fazer propaganda da denominação. Que usa esse espaço pra exibir mulheres nuas e sexo implícito na “Fazenda”?

Infelizmente essa é a situação da Igreja evangélica brasileira, fazendo loucuras em nome de um deus extravagante. E tem muitas denominações aplaudindo o Macedo acando que isso vai converter o Brasil. Sabe de nada, inocente!

Resumindo,  é o que diz em Apocalipse: 2. 9. Conheço a tua tribulação e a tua pobreza (mas tu és rico), e a blasfêmia dos que dizem ser judeus, e não o são, porém sã o sinagoga de Satanás.

Que Deus tenha misericórdia de nós!