Realmente Deus não se interessa por números, o interesse Dele é com as pessoas. Ele deu a vida do seu único filho por amor ao mundo!

Deus não está interessado em números

Por Thiago Schadeck,

Com certeza você já ouviu alguém, principalmente se congrega em uma igreja pequena, dizendo: “Deus não está preocupado com números, ele quer qualidade!”. Concordo em partes, como explicarei à diante. Porém, não podemos usar isso como uma desculpa para nos acomodarmos em nossa zona de conforto e deixar a igreja crescer lentamente. Eu mesmo já tive esse pensamento, mas Deus vem mudando meu entendimento ao longo do tempo.

Vamos ver o que a Bíblia diz sobre o crescimento da igreja.

  • Em uma única pregação de Pedro, mais de três mil pessoas se converteram:

“Com muitas outras palavras os advertia e insistia com eles: ‘Salvem-se desta geração corrompida!‘ Os que aceitaram a mensagem foram batizados, e naquele dia houve um acréscimo de cerca de três mil pessoas.” (Atos dos Apóstolos: 2:40-41)

Note que não foram atraídos por falsas promessas de que teriam uma vida de plena paz, saúde e prosperidade financeira, pelo contrário, eles foram convencidos de que Cristo era o Salvador, o Messias prometido que Deus enviaria para salvar o seu povo. Não era um evento diferentão, não tocava as músicas pop da época e tampouco tinham artistas gospel cantando para ‘preparar’ o povo para a mensagem. O crescimento se deu por conta do derramar do Espírito Santo, que encheu os discípulos e deu a autoridade e intrepidez que Pedro necessitava, além disso, o mesmo Espírito convenceu aquelas pessoas que o ouviam do pecado, da justiça e do juízo.

Com uma pregação dessas, que troxe a consciência de quão pecadores eram e que entenderam que sem Cristo jamais poderiam ser salvos por conta própria ou apoiados na lei. 

  • Não muito tempo depois, eram cinco mil convertidos:

Mas, muitos dos que tinham ouvido a mensagem creram, chegando o número dos homens que creram a perto de cinco mil. (Atos dos Apóstolos: 4:4)

A Igreja continuou crescendo porque os apóstolos não pararam de pregar. Como aconteceu com Pedro em pentecostes, os outros apóstolos também foram cheios do Espírito Santo e pregavam com ousadia. Além disso, eles estavam sempre reunidos orando, ouvindo a Palavra e compartilhando o pão. Isto é, eles tinham a comunhão necessária para que Deus se agradasse deles e derramasse as suas bençãos (Salmos 133:1-3).

  • Se Deus não está preocupado com números, por que Jesus mandou pregar à todos?

“Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Marcos 16:15)

É claro que as pessoas serão convencidas pelo Espírito Santo, mas isso não nos isenta de nossa responsabilidade de pregar a todos aqueles que não conhecem ao Senhor. A grande comissão consiste em anunciar a salvação única e exclusivamente pelo sacrifício vicário de Cristo, em que fomos comprados por seu sangue.

  • Jesus mandou quer sua casa cheia nas bodas do Cordeiro:

“O servo voltou e relatou isso ao seu senhor. Então o dono da casa irou-se e ordenou ao seu servo: ‘Vá rapidamente para as ruas e becos da cidade e traga os pobres, os aleijados, os cegos e os mancos’. “Disse o servo: ‘O que o senhor ordenou foi feito, e ainda há lugar’. “Então o senhor disse ao servo: ‘Vá pelos caminhos e valados e obrigue-os a entrar, para que a minha casa fique cheia. (Lucas 14:21-23)
Claro que aqui, em um primeiro momento, Jesus não quer qualidade, mas a quantidade mesmo. Não é possível selecionar a qualidade de uma pessoa sem antes conhece-la muito bem. 

Cristo chamou a pior espécie de gente da época: pobres, aleijados, cegos e mancos. Basicamente eram os inúteis de sua época, aqueles que viviam de esmolas. Certamente que Cristo transformaria suas vidas com o bem mais valioso do mundo e que nenhum dos ricos que lhes desprezavam poderiam dar, a vida eterna. Humilhados aqui na terra, mas honrados com a coroa da vida no céu. Corpos defeituosos na terra, mas com corpos glorificados na eternidade. Sofredores na terra, vida abundante na glória.

Cristo chama para uma completa transformação. Não cabe a nós decidir quem tem ou não as qualidades necessárias para que Ele cumpra seus planos. Ao contrário, ele usa a nossa incapacidade à favor de Seu Reino!

Existem ainda outros tantos textos que falam sobre o chamado de Cristo e o crescimento da Igreja, como a parábola da grande rede em que vem todo tipo de peixes, as igrejas que Paulo plantou ao longo de suas três viagens missionárias. A Igreja que começou com apenas um homem, Jesus, e logo tinham doze, setenta, quinhentos, três mil, cinco mil e que hoje tem uma quantidade incontável deve ser o maior exemplo de que Cristo quer que sua igreja cresça.

Apenas reforço que desde os tempos bíblicos a igreja cresce quando há pregação fiel às escrituras, pois elas dão testemunho de Cristo e anunciam a vida eterna

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s