Não Categorizado

Uma reflexão sobre a conversão e o batismo de Wesley Safadão

O cantor postou as fotos de seu batismo em seu Instagram e rapidamente se tornou um dos assuntos mais comentados nas redes sociais.

Por Thiago Schadeck,

Um dos assuntos mais comentados no meio gospel no final da última semana, principalmente através das redes sociais, foi o batismo do cantor Wesley Safadão. O próprio artista divulgou o fato através de seu Instagram. Ele e a esposa participaram de um retiro na Igreja Batista da Lagoinha e decidiram-se por descer às águas.

Obviamente que uma notícia dessas faz com que as pessoas tenham logo uma opinião e a tendência é que essa seja polarizada. Uns pensam que é só marketing e que ele abraçou o evangelho da moda. Outros se empolgam e já esperam um DVD gospel com o testemunho do Wesley, até então, Safadão. Assim como em qualquer outro assunto, o brasileiro aprendeu que deve escolher um lado e defendê-lo com unhas e dentes. É assim na política, por exemplo, em que se você não é PT, é automaticamente taxado de ser PSDB e vice versa.

Sabemos através da bíblia que a conversão é instantânea e garante a salvação, porém a regeneração e a santidade são um processo longo. Os discípulos que estavam 24 horas por dia com Jesus ainda tinham suas falhas de caráter. João queria que chovesse fogo sobre seus opositores, Pedro cortou a orelha do soldado que estava prendendo Jesus, Tomé duvidou que Cristo tivesse mesmo ressuscitado. Nós, convertidos, ainda temos maus hábitos que trazemos de nosso velho homem, ainda estamos nesse processo de santificação. A nossa vantagem é que somos anônimos e nossos erros não são expostos.

Batismo do Wesley Safadão

Claro que o Wesley não poderá continuar sendo “Safadão” e é óbvio que as letras de suas músicas deverão mudar, não pode ter mais aquele 1% vagabundo. O problema é que queremos que ele largue tudo hoje, sem pestanejar, mas toleramos o irmão da nossa igreja que ainda fuma, a irmã que ainda trai o marido, o jovem que fuma maconha. Simples, eles ainda não conseguiram se livrar desses pecados e estão na luta. Mas o Safadão não, ele já deveria renunciar tudo agora. Que chame uma coletiva de imprensa e avise que todos os seus shows estão cancelados. Os patrocinadores que se virem para devolver o dinheiro de quem já comprou ingresso. Ele não é da minha igreja, então que sejam radicais com sua postura. Os meus eu tenho mais paciência porque sei que discipular alguém não é fácil.

Aliás, o próximo e mais precioso passo que o Wesley deverá dar é aceitar ser discipulado e confrontado pela Bíblia. Alguém precisa dedicar tempo para ensiná-lo sobre as doutrinas básicas da Graça, sobre o que é ser cristão e principalmente em que implica a sua escolha por Cristo. Apenas conhecendo a Verdade que ele será liberto das amarras do pecado. Somente conhecendo as Escrituras que ele entenderá qual a vontade de Deus para a sua vida. Não creio que isso será feito por um anjo resplandecente que invadirá o quarto dele na madrugada, mas pelos pastores que agora são espiritualmente responsáveis por sua vida.

Se o Wesley continuará sendo Safadão ou será o Santarrão, ainda não sabemos. O nosso papel como cristãos maduros e – segundo nós mesmos – mais santos que ele é orar e pedir ao Senhor que conclua a boa obra que Ele começou na vida dessa família. Que Deus o desperte e lhe tire as escamas que não o permite ver que são pecadores e necessitados da graça de Cristo.

Que o Wesley entenda que a fama e o dinheiro podem ser muito bons nessa terra, mas não garantem a sua vaga na vida eterna. Que não foi por ouro e nem prata que ele foi comprado, mas pelo sangre precioso do nosso Senhor Jesus. Que renuncie essa coisas passageiras para abraçar o que é eterno.

Obs1: não defendo que ele “migre” para a música gospel e nem que lhe sejam dadas oportunidades para pregar ou contar testemunhos. Primeiro dê os frutos dignos de arrependimento e mostre que realmente se converteu, o restante acontecerá naturalmente, se tiver o chamado.

Que Deus abençoe o Wesley e sua família nesaa nova caminhada e que possam provar dessa maravilhosa graça e ter a satisfação de provar a caminhada com o Pai.

Obs2: Claro que há artistas que “se convertem” por marketing, como já escrevi no post “O GOSPEL É POP” e obviamente fazem mal à reputação da igreja, mas só se mostram com o tempo, não nos precipitemos em julgar. Tempo ao tempo!

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s